Evento da Zendesk ocorreu no último dia 23 no Metropolitan Pavilion, em Manhattan, Nova York - Divulgação
Evento da Zendesk ocorreu no último dia 23 no Metropolitan Pavilion, em Manhattan, Nova YorkDivulgação
Por VIVIANE FAVER

NOVA YORK - A crise que tem afetado muitas empresas acabou favorecendo a multinacional Zendesk, que reforçou a aposta no Rio de Janeiro. "Segundo um estudo conduzido por nós, 61% dos clientes afirmam ter menos paciência com o serviço de atendimento ao cliente do que tinham cinco anos atrás. Ou seja, os consumidores estão cada vez mais exigentes e a Zendesk tem conseguido oferecer soluções que permitem às empresas atender a estas expectativas", afirmou Maira Gracini, diretora de marketing da Zendesk na America Latina.
Maira conta que o Brasil é o quarto maior mercado da Zendesk, com cerca de 6,5 mil clientes. “Desde então, entre 2016 e 2014, a operação local cresceu cerca de 40%. Já em 2017, aumentamos em 200% nosso número de funcionários no Brasil, para atender às demandas do mercado e potencializar o processo de expansão no país. Em 2019, os negócios continuaram crescendo, houve 6% de aumento o número de clientes, e o staff aumentou mais 70%", acrescenta.
Durante evento em Nova York, que reuniu diretores de empresa de diversas partes do mundo, entre eles o do Brasil, a diretora afirmou que o Rio é um mercado estratégico para a Zendesk, que fornece plataformas de atendimento ao cliente. Não apenas pelas oportunidades de negócios na região, mas também por ser uma importante referência para outras localidades no Brasil.
E os números comprovam essa rota de crescimento: Em 2018 a empresa cresceu globalmente 39%, com US$ 598,7 milhões em receita. E para este ano a expectativa é melhor ainda, embora não divulgue valores regionais, Maira ressalta que o Brasil e a America Latina são uma parte importante do plano para atingir US$ 1 bilhão em receita anual até 2020.
"O Brasil é um dos principais focos de mercado da Zendesk. Vemos com muito entusiasmo o momento de transformação pelo qual passa o mercado brasileiro, a compreensão da importância de construir melhores relações com os clientes e como podemos conduzir as empresas nesta jornada", afirma.
Também presente no evento diretor sênior de marketing regional da Zendesk, Marcio Arnecke, afirmou que o Brasil é um mercado com enorme potencial para a transformação digital e está passando por um momento de maturidade quando se trata de entender e adotar conceitos de experiência do cliente.
"Acreditamos que essa compreensão cada vez mais assertiva do posicionamento do cliente como centro de negócios será crucial para elevar o nível de atendimento ao cliente no país. A adoção antecipada de novas tecnologias é uma força dos consumidores brasileiros e por isso, as empresas estão buscando para modernização e automação de seus processos", diz.
Ele acrescenta que no mundo todo, as expectativas dos clientes crescem ano a ano. Segundo o Zendesk Customer Experience Trends 2019, quase metade dos clientes entrevistados (46%) afirmaram ter expectativas maiores do que as que tinham há um ano. Para a maioria dos brasileiros, um bom serviço de atendimento ao cliente tem as seguintes características: é capaz de resolver os problemas rapidamente (58%), o agente de suporte sabe como resolver o problema (46%) e ter um serviço disponível 24/7, em tempo real (40%).
"Nestes últimos anos, aumentamos em sete vezes nosso número de clientes, temos no portfólio mais de sete mil empresas de todos os tamanhos e setores, entre elas, Magazine Luiza, Nubank, Cruzeiro Esporte Clube e Grin", acrescenta Maira.
A Zendesk atua em todo o território brasileiro, seja diretamente ou com apoio de parceiros. Entre os polos de destaque podemos citar São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Recife.
Edição Martha Imenes