Caixa reduz juros para compra da casa própria

Condições anunciadas passam a valer a partir de segunda-feira. Taxa mínima é de 7,5% ao ano

Por Larissa Esposito*

Imóveis
Imóveis -

Rio - Quem pensa em fazer financiamento imobiliário vai encontrar boas condições para fechar contrato e concretizar o sonha da casa própria. Além de condições especiais de pagamentos em feirão de imóveis que acontecerá no fi m do mês, os interessados vão poder aproveitar a redução das taxas de juros anunciada ontem pela Caixa Econômica Federal. O banco baixará, a partir de segunda-feira, em um ponto percentual a taxa efetiva mínima que caiu para 7,5% ao ano mais TR, que está zerada. Outros grandes bancos também estão com juros reduzidos para a modalidade, seguindo a tendência da queda da taxa básica (Selic) para 5,5% ao ano.


O DIA fez um levantamento das taxas para que o cliente possa fechar o contrato com os menores juros possíveis. Bruno Teodoro, gerente comercial da CAC Engenharia, exemplifi ca que a medida da caixa vai permitir ao cliente que compraria imóvel no valor de R$ 200 mil, com pagamento de R$ 1,5 mil por mês, um financiamento maior. A Caixa informou que a
taxa máxima é de 9,50% ao ano mais TR.

“Com a mesma quantidade de parcelas, valor e condições iguais ao contrato anterior, agora esse cliente vai poder comprar um imóvel que custa R$ 240 mil”, explica. “A medida é muito positiva porque acaba impulsionando o setor. O cliente tem a chance de comparar as ofertas e de decidir pela opção mais viável economicamente”, afi rma Sanderson Fernandes, diretor da Avanço Realizações Imobiliárias.
Os interessados poderão simular os fi nanciamentos no site da Caixa em www.caixa.gov.br/, na aba Produtos e depois Empréstimo e Financiamento. Lá, também é possível comparar os juros e as condições para obtenção do crédito.
 
“Para fazer um bom negócio, o cliente deve comparar o que vai determinar um valor maior ou menor das prestações, o que não é restrito aos juros. O seguro, o prazo, a idade do proponente, e muitos outros fatores devem ser analisados antes de fechar o contrato”, orienta Bruno Teodoro. “Além disso, é preciso ver se a parcela cabe no orçamento, levando em consideração todas as despesas mensais.”

COMPARAÇÕES ENTRE BANCOS
 
A taxa efetiva mínima pela Caixa será de 7,5% ao ano maisT a TR, que está zerada. Já o Bradesco reduziu, no final de setembro, as taxas mínimas de sua linha de crédito mobiliário para a partir de 7,3% ao ano mais a TR. No Banco do Brasil, os juros caíram no dia 30 de setembro para um patamar a partir de 7,4% ao ano mais TR. As condições do Itaú são de 7,45% ao ano mais TR desde o início do mês. O Banco Inter anunciou que reduziu ontem a taxa para 7,7% ao ano mais TR. No Santander, desde julho, os juros são de
7,99% ao ano, além da TR.
 
*Sob supervisão de Max Leone

 

Feirão para a compra de imóveis

Para adquirir a casa própria e ainda conseguir uma negociação mais atraente, os interessados poderão recorrer ao Salão de Imóveis da Caixa, a ser realizado do dia 25 a 27 de outubro, no Espaço de Convenções do Shopping Nova América. O evento vai reunir mais de três mil unidades à venda em todo o estado com preços a partir de R$144 mil.

O Salão de Imóveis também vai ofertar unidades retomadas pela Caixa. De acordo com Patricia Curvelo, diretora da Investmais, será possível financiar o imóvel em até 420 meses e em algumas unidades ainda usar o FGTS. "O imóvel é entregue desocupado e com toda a documentação regularizada", explica Patricia.

A construtora Riviera estará no Salão de Imóveis com o Central Park Riviera, bairro planejado em Duque de Caxias com lazer completo e segurança. Durante o evento, quem fechar negócio pagando à vista terá 20% de desconto. Os imóveis têm preços de R$ 144 mil.

Já a construtora Riooito levará dois empreendimentos na Região Serrana: o Cenário da Montanha, em construção em Itaipava, com unidades a partir de R$ 215 mil, e o lançamento Cenário dos Pássaros, em Teresópolis, com imóveis de R$ 180 mil.

A CAC Engenharia vai ofertar unidades com preços a partir de R$125.900 mil, localizadas em Nova Iguaçu, Mesquita, Belford Roxo e São Gonçalo. Já a Direcional Engenharia estará com custo mínimo de R$128 mil, em Jacarepaguá, Guaratiba, Santa Cruz, entre outros.

Pagamento do FGTS para trabalhadores

Os trabalhadores da iniciativa privada que têm conta poupança ou corrente na Caixa e nascidos em setembro, outubro, novembro ou dezembro, recebem hoje o recurso do FGTS. O pagamento é do saque imediato, que permite a retirada integral de até R$500 por cada conta (ativa ou inativa).

Nesse mês, os próximos a sacarem serão os não clientes do banco nascidos em janeiro, no dia 18. Já para os de aniversário em fevereiro, o pagamento será dia 25.

A Caixa Econômica informou que já pagou mais de R$10 bilhões do FGTS para 24,3 milhões de clientes.

Comentários