Firjan SENAI SESI e Naturgy realizam formatura de curso

Ao todo, 27 formandos agora estão aptos para trabalhar na área de Projetos de Gás Canalizado

Por

Há dez anos, o angolano Moisés José Neves (32) chegou ao Brasil com o objetivo de conquistar uma profissão. Foi um longo caminho até se tornar engenheiro civil pela UFRJ. De lá pra cá, buscou cursos e abriu a própria empresa na área de vistoria predial. Hoje, o rapaz está entre os 27 formandos que acabam de conquistar o diploma no curso Técnicas para Análise de Projetos de Gás Canalizado, oferecido pela Firjan SENAI SESI, em parceria com a Naturgy. Foram duas turmas, iniciadas no ano passado.

"Antes de fazer esse curso eu tinha que chamar outro profissional para concluir esta etapa do serviço. Agora, eu mesmo posso fazer. Quero continuar essa especialização", revela Neves.

O curso, encerrado na última semana, é fruto de uma necessidade do setor. Como explica o professor das duas turmas, Maurício Gonçalves.

"O processo começou com a Naturgy nos procurando para atender uma demanda do próprio sindicato. A ideia foi qualificar não apenas os profissionais do setor, mas também de outras áreas", explica o docente. Segundo ele, devido à diferença de nível de conhecimento entre os alunos, foi preciso um balanceamento antes de seguir o plano de aulas.

Foi o caso do técnico em mecânica, Rodrigo Cunha, de 38 anos, que está desempregado. Casado e pai de um menino, ele enxerga a nova formação como uma oportunidade para o recomeço.

"Eu não tinha experiência nesta área, o que torna meu desafio ainda maior. Já estou em busca de uma chance para por em prática meu aprendizado", afirma.

O professor Gonçalves explica de que maneira os formandos poderão atuar no mercado. "Ele não necessariamente terá que estar vinculado a uma empresa. É possível ser prestador de serviço e abrir a própria empresa, até mesmo por meio do MEI (Microempreendedor Individual)", conclui.

Um dos exemplos de dedicação entre os alunos é Daniela Monteiro, de 35 anos. Técnica em mecânica industrial, a moça tem um dia cheio e longo. Filhos, casa, faculdade. Nada disso foi uma barreira. Sua inscrição foi feita no último dia, após uma dica de um amigo. "Foi um dia caótico. Choveu. Os documentos molharam. Mas não desisti. Agora, minha expectativa é gigante e não vou parar por aqui", afirma a oradora da turma.

Para Débora Targino, analista de Responsabilidade Social da Firjan, o curso pode ser reconhecido como um programa diferenciado. "Por meio dessa parceria com a Naturgy, conseguimos oferecer a formação técnica, de referência, aliada ao desenvolvimento de competências socioemocionais. Criamos um grupo diversificado em diversos aspectos. No entanto, são pessoas que estão em busca de conhecimento. Elas sonham melhorar de vida por meio do aprendizado. É muito gratificante", disse a analista da Federação.

 

Comentários