Procura por ovos de Páscoa e chocolate forma filas em lojas no Rio

Aglomeração ocorreu na Tijuca, Grajaú e Campo Grande. Muitos consumidores não respeitaram distanciamento de 1,5 m

Por Marina Cardoso

Longa fila para comprar chocolate na Praça Saens Peña, na Tijuca
Longa fila para comprar chocolate na Praça Saens Peña, na Tijuca -

Mesmo com o pedido das autoridades para evitar aglomeração no combate à proliferação do novo coronavírus, muitas lojas tiveram longas filas de consumidores em busca de ovos de Páscoa para celebrar o feriado neste domingo. Clientes esperaram nas calçadas para garantir o chocolate em bairros como Tijuca, Grajaú, Madureira, Campo Grande e em cidades da Baixada Fluminense. 

Na Tijuca, por exemplo, uma fila com cerca de 150 pessoas na Lojas Americanas da Praça Saens Peña se formou. Consumidores não respeitavam a distância pedida de 1,5 m entre uma pessoa e outra. 

O profissional de Educação Física Felipe Carvalho, 29 anos, disse que deixaria de comprar chocolate para a Páscoa. "Saí de casa com minha esposa todo protegido, de máscara, passamos álcool em gel e mantivemos a distância das pessoas. Claro que estávamos preocupados, passamos no mercado, mas não tinha variedade e, por isso, resolver vir até aqui. Viemos rapidamente comprar para não passar em branco", disse ele, que levou ovos de Páscoa para a família. 

Já o mestre de eventos Luis Sampaio, 40, afirmou que as pessoas não estavam respeitando o distanciamento de cada um. "Vim comprar rapidamente para meu filho. O problema é que as pessoas não respeitam, mas lá dentro foi bem rápido o atendimento", contou. 

Em nota, a Americanas informou que adotou medidas, interna e externamente, para respeitar o distanciamento entre clientes e evitar aglomerações. "A companhia adotou controle de acesso, demarcando fila para clientes do lado de fora. Internamente, também colocou a distância de 1,5 m", divulgou em nota. 

 

Comentários