LIMPA NOME - ARTE O DIA
LIMPA NOMEARTE O DIA
Por Letícia Moura*

Quem está com a corda no pescoço por conta de dívidas tem até amanhã para aproveitar e negociar. É quando termina o feirão online Serasa Limpa Nome - oportunidade para quitar dívidas entre R$ 200 e R$ 1 mil, por apenas R$ 100. Segundo o Serasa, mais de um milhão de brasileiros já aproveitaram a oferta com até 98% de desconto e resolveram pendências. De acordo com dados da Serasa Experian, há no país cerca de 60 milhões de consumidores com dívidas atrasadas, ou seja, dois em cada cinco adultos.

Se o consumidor pode negociar as dívidas sem sair de casa, basta, então, entrar no site da instituição (www.serasa.com.br) ou no aplicativo Serasa, gratuito e disponível para Android e IOS. Os débitos ainda podem ser regularizados pelo WhatsApp, pelo número (11) 98870-7025. Para saber o passo a passo do processo, confira no infográfico ao lado.

E quanto tempo demora para o nome ficar limpo novamente? De acordo com a iniciativa, após o pagamento do boleto, o Serasa tem até cinco dias úteis para notificar a empresa parceria, que tem até sete dias úteis para limpar o nome do consumidor.

O feirão online alcança débitos em 21 empresas: Tricard, Recovery, Ativos, Itapeva, Credsystem, Avon, Pernambucanas, Casas Bahia, Ponto Frio, Anhanguera, Unopar, Pitagoras, Unime, Iuni, Uniderp, Unirondon, Unique, Hoepers, Algar, Calcard e Vivo.

"Estamos trabalhando com diversas ações para ajudar o momento delicado da Economia com muitas pessoas com perda parcial ou total de renda, trazendo mais empresas parceiras para a iniciativa de facilitar o pagamento de dívidas. Essa facilidade que estamos oferecendo em parceria com as empresas participantes é uma das alternativas da população sair da dificuldade, e fazer a Economia se recuperar mais rapidamente", afirma Lucas Lopes, diretor do Serasa Limpa Nome.

Atendimento presencial

Conforme o Serasa, as agências da instituição em todo o Brasil ainda não têm data para retomar o atendimento presencial ao público. A empresa aguarda orientações das autoridades de Saúde para voltar a receber os consumidores com segurança, tanto para o público quanto para seus colaboradores.

Entretanto, para os consumidores que ainda preferem o atendimento presencial, o Serasa disponibilizou seus serviços nas agências dos Correios, oferecendo as mesmas condições de negociação. Mas, por conta da greve dos Correios, a ação apenas ocorre nas agências que estiverem funcionando.

 

Orientações para renegociar sem ter dor de cabeça
Publicidade
O economista e professor do Ibmec Gilberto Braga dá dicas preciosas para o consumidor antes de renegociar: "Liste as dívidas, os valores, ordenando dos maiores e juros para os menores. Faça uma espécie de orçamento, que é um cálculo do quanto se ganha por mês (entradas) e diminua do total das despesas básicas, sem gastos extras ou supérfluos e as dívidas financeiras. O que sobrar (resultado) é o valor que pode ser usado no pagamento mensal das dívidas", ensina.
O especialista também mostra como calcular a prestação da dívida para que caiba no orçamento. "Há uma premissa mágica de que não de deve comprometer mais do que 30% do salário líquido com o pagamento de dívidas, sendo inclusive o parâmetro usado, por exemplo, pela Caixa nos financiamentos habitacionais", esclarece.
Publicidade
"O ideal é fazer renegociação completa, concentrando todas as dívidas em um único credor. Por exemplo, faz um acordo no feirão para que um banco onde o devedor tenha a melhor condição de crédito para que financie a quitação das dívidas menores e passe a ser o único credor", orienta Gilberto Braga.
Segundo o contador e consultor tributário Francisco Arrighi, o devedor precisa controlar seu orçamento com a parcela ajustada da negociação: "Pois esta não deve nunca ultrapassar a 30% do valor total líquido da renda mensal, pois acima disso o orçamento do devedor vai ficar comprometido".
Publicidade
Taniara Castro, coordenadora de Capitalização e Serviços Financeiros do Sebrae Rio, aconselha que os consumidores sejam cuidadosos para não se meterem em novas dívidas. "Mantenha sua planilha financeira sempre atualizada e continue reduzindo ou cortando os gastos", enfatiza a especialista.
 
Publicidade
Oportunidade de limpar nome durante o ano todo
Quem não conseguir aproveitar a ação para quitar dívidas por R$ 100, o Serasa Limpa Nome continua ativo durante todo o ano. A renegociação também pode ser feita pelo site e app da instituição. Ao todo, o Limpa Nome já contribuiu para que mais de três milhões de débitos fossem negociados.
Publicidade
Por meio de três etapas simples, o inadimplente consegue se livrar das dívidas: "Veja as dívidas que você pode negociar com as empresas participantes. Selecione a opção de pagamento que cabe no seu bolso. E por fim, imprima e pague o boleto bancário", orienta o Serasa.
A iniciativa conta com quase mil empresas participantes - entre bancos, financeiras, companhias de distribuição de energia, faculdades e supermercados - que oferecem condições especiais de pagamento.
Publicidade
 
Como negociar a dívida?
Publicidade
O Serasa pontuou dicas para os consumidores não passarem sufoco na renegociação dos débitos com empresas parceiras no feirão Limpa Nome.

Conforme a empresa, o cliente não precisa ter medo das dívidas que saíram do controle. Veja quanto você já pagou e saiba qual é o valor devido para poder negociar.

Quando calcular o que deve, não conte com dinheiro incerto, como venda de bens, herança ou outros tipos de ganhos.

Veja exatamente quais são seus rendimentos (como salário) e o quanto você terá condição de pagar. Caso você tenha algum dinheiro de reserva, como a poupança, essa é uma boa hora para usá-la.

Não tenha vergonha de pedir descontos e faça contrapropostas. Se precisar, peça para fazer o pagamento em mais parcelas. Lembre-se de que você só deve assumir aquilo que vai conseguir pagar.
*Estagiária sob supervisão de Max Leone
Você pode gostar
Comentários