Greve no dia 5 de dezembro

Por

Nove centrais sindicais decidiram ontem fazer uma greve geral no dia 5 de dezembro em protesto contra a Reforma da Previdência. A data escolhida é a véspera do prazo previsto pelo governo Temer de votar a PEC 287 na Câmara dos Deputados. O secretário-geral da Força Sindical, José Carlos Gonçalves, o Juruna, informou que o movimento será mais forte nas capitais e voltado para o setor de transportes públicos.

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) vai orientar suas bases para pressionar congressistas a fim de que votem contra o projeto. Para a entidade, a PEC "não tem nada de positivo".

Segundo Antonio Neto, presidente da CSB, haverá forte resistência do movimento sindical contra a intenção do governo e do Congresso de retirar direitos dos trabalhadores. A Força Sindical classificou o novo texto da reforma como uma "Black Friday" de direitos, em referência às liquidações de preços do comércio que ocorreu ontem.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários