Seis delegações se negam a ouvir discurso de Temer na ONU

As delegações do Equador, Costa Rica, Bolívia, Venezuela, Cuba e Nicarágua se retiraram do plenário da Assembleia Geral

Por O Dia

Nova York - O presidente da Costa Rica, Luis Guillermo Solís, e integrantes de outras seis delegações de países latino-americanos abandonaram nesta terça-feira o plenário da Assembleia Geral da ONU, negando-se a ouvir o discurso do presidente Michel Temer.

Presidente Michel Temer abre sessão de debates da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU)Agência Brasil

O gesto de Solís foi registrado em vídeo, onde é possível ver o presidente saindo do plenário junto de seu ministro das Relações Exteriores, Manuel González. Através de sua conta no Twitter,o chanceler do Equador, Guillaume Long, informou que várias delegações fizeram a mesma coisa. "Equador, Costa Rica, Bolívia, Venezuela, Cuba, Nicarágua saem do debate geral da Assembleia Geral da ONU quando Michel Temer tomou a palavra", postou Long. 

A chancelaria da Costa Rica emitiu uyma nota oficial onde confirmou a decisão de não ouvir a mensagem de Temer. "Nossa decisão, soberana e individual, de não ouvir a mensagem do senhor Michel Temer na Assembleia Geral, obedece a nossa dúvida de que, ante certas atitudes e atuações, se queira dar lições sobre práticas democráticas", expressou a chancelaria.