Mulher espancada por Mc Reaça não estava grávida, diz hospital

De acordo com a mãe, a jovem está consciente, mas ainda não consegue mastigar, devido às lesões no maxilar

Por O Dia

Tales Volpi foi encontrado morto neste sábado
Tales Volpi foi encontrado morto neste sábado -
São Paulo - A mulher de Mc Reaça, de 28 anos, agredida no sábado pelo youtuber, teria cogitado gravidez durante a agressão. Foi o que revelou a mãe da jovem, em entrevista, nesta segunda-feira, à emissora EPTV, afiliada da Rede Globo. A informação foi descartada após um teste feito no Hospital Augusto de Oliveira Camargo (HAOC), em Indaiatuba, onde ela segue internada e aguarda por cirurgia.
De acordo com a mãe, a vítima está com edemas no rosto e fraturas no maxilar. "Ela está bem, consciente, consegue falar. Tem dificuldade de se alimentar, só dieta líquida, não consegue mastigar, devido ao maxilar que deve estar quebrado", contou.
A ocorrência pelo espancamento foi registrada como lesão corporal e violência doméstica. Segundo a Polícia Civil de Valinhos, as agressões foram cometidas no sábado por Tales Alves Fernandes, conhecido como MC Reaça e Tales Volpi, que seria amante da vítima.
Horas depois do crime, o funkeiro cometeu suicídio. O corpo dele, encontrado com sinais de enforcamento em uma rodovia, foi enterrado ontem de manhã, no Cemitério Parque dos Indaiás, em Indaiatuba.
Apoio de Jair Bolsonaro
O youtuber ficou conhecido nas redes sociais por compor jingles em apoio à campanha eleitoral de Jair Bolsonaro. Em suas composições, ele também debochava de partidos e temáticas de esquerda. No domingo, o presidente usou a sua conta no Twitter para lamentar a morte.
"(O MC Reaça) tinha o sonho de mudar o país e apostou em meu nome por meio de seu grande talento. Será lembrado pelo dom, pela humildade e por seu amor pelo Brasil. Que Deus o conforte juntamente com seus familiares e amigos", tuitou. A postagem viralizou, dividindo os internautas.

Comentários