Corregedoria do MP abre procedimento para apurar conduta de Deltan em investigação contra Lula

Conteúdo de conversas que o procurador teve com o então juiz da Lava Jato, Sérgio Moro, foi revelado neste domingo

Por PALOMA SAVEDRA

Brasília - Procurador Deltan Dallagnol (E), coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato, se reúne com deputados da comissão especial que analisa projeto contra a corrupção (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Brasília - Procurador Deltan Dallagnol (E), coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato, se reúne com deputados da comissão especial que analisa projeto contra a corrupção (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) -
Rio - A Corregedoria Nacional do Ministério Público instaurou, na noite deste segunda-feira, procedimento disciplinar para apurar a conduta do procurador Deltan Dallagnol na troca de mensagens com o então juiz Sérgio Moro sobre estratégias de investigação da Lava Jato.
As conversas, reveladas na noite de domingo pelo Intercept Brasil, tratavam especificamente do caso envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
A reclamação disciplinar nº 422/2019 para "apuração de eventual conduta irregular em processo criminal" foi requerida pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) — órgão que fiscaliza as atividades de promotores e procuradores. 
Esse tipo de procedimento costuma ser concluído com rapidez. Em geral, o reclamado — Deltan — responde às informações solicitadas pela Corregedoria, que, posteriormente, decide pela instauração de 'processo administrativo disciplinar' ou pelo arquivamento. 

Comentários