Homem atira em bebê de 10 meses após mãe de 18 anos não ficar com ele

Menagh, 18 anos, e a filha estavam em uma festa de aniversário. Lá, Echartea, que ela havia conhecido uma vez, tentou pegar na mão dela, mas ela se afastou. Quando ela ia embora de carona com um amigo, ele atirou contra o carro por três vezes e atingiu a criança na cabeça

Por O Dia

Deziree Menagh e a filha Fayth que foi atingida por uma bala na cabeça por um homem que havia sido rejeitado
Deziree Menagh e a filha Fayth que foi atingida por uma bala na cabeça por um homem que havia sido rejeitado -
Califórnia - Um homem matou um bebê de dez meses depois que a mãe adolescente, de 18 anos, não quis ficar com ele. A polícia informa que ela saía de uma festa na cidade de Fresno, na Califórnia, nos Estados Unidos, quando o homem atirou contra o carro em que estava, atingindo sua filha Fayth Percy na cabeça. As informações são da rede de TV americana CNN.

O chefe de polícia Jerry Dyer disse à TV que no mês passado ele também foi acusado de abrir fogo colocando em risco um bebê. "Muito evidente que Marcos Echartea não tem respeito pela vida humana, mesmo um bebê", disse. "Temos todos os motivos para acreditar que Marcos Echartea sabia que aquele bebê, Fayth, estava naquele veículo quando disparou três vezes naquele veículo".

Galeria de Fotos

Marcos Antonio Echartea voltou para a festa depois do crime, onde foi preso por três tentativas de homicídio Divulgação/ Polícia
Deziree Menagh e a filha Fayth que foi atingida por uma bala na cabeça por um homem que havia sido rejeitado Reprodução/ Facebook
Deziree Menagh e a filha Fayth que foi atingida por uma bala na cabeça por um homem que havia sido rejeitado Reprodução/ Facebook
Deziree Menagh e a filha Fayth que foi atingida por uma bala na cabeça por um homem que havia sido rejeitado Reprodução/ Facebook
Menagh, 18 anos, e a pequena Fayth estavam participando de uma festa de aniversário na madrugada de domingo, perto da casa de Menagh. Lá, Echartea, que ela havia conhecido uma vez, tentou pegar na mão dela, mas ela se afastou. Ela saiu e relatou o comportamento de Echartea para seus amigos. Mais tarde, quando Echartea se sentou na varanda, ele tentou puxar Menagh em seu colo, disse o chefe de polícia. Mais uma vez, a adolescente resistiu.
A jovem entrou para pegar Fayth. E levou a filha para um carro conduzido por um amigo. Eles deram partida, avançaram meio quarteirão, fizeram uma meia-volta e estavam prestes a estacionar quando notaram Echartea se aproximando rapidamente do veículo, disse o chefe de polícia à CNN.
Quando Echartea se aproximou, ele pegou uma arma e disparou três vezes. Fayth foi atingida na cabeça quando estava no colo da mãe.
O chefe de polícia ainda não sabe por que o motorista fez uma inversão de marcha, mas especulou que talvez Menagh estivesse esperando que Echartea deixasse a festa para que ela pudesse ir para casa em segurança.
O amigo acionou a polícia e informou que estava levando o bebê para um hospital. O telefonista informou que havia policiais a cerca de quatro quarteirões da festa. Esses agentes foram reconhecidos pelo homem e começaram a prestar os primeiros socorros até a chegada dos paramédicos.
A criança foi transportada para um hospital e passou por uma cirurgia para remover fragmentos de bala de sua cabeça. Ela está em estado crítico, mas estável.
Depois de atirar, o homem ainda voltou para a festa, onde foi preso por três tentativas de homicídio.
Echartea também é acusado de atirar na casa do namorado de sua ex em 27 de maio. Uma das balas perfurou a parede e caiu a cerca de trinta centímetros de um bebê de um ano de idade, disse Dyer.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários