Vídeo: Homem furta caixão para comprar cachaça e é preso em Minas Gerais

Suspeito foi flagrado na rua com o objeto nos braços

Por iG

Homem carregava caixão pela rua e chegou a passar em frente a um Batalhão da Polícia Militar
Homem carregava caixão pela rua e chegou a passar em frente a um Batalhão da Polícia Militar -
Minas Gerais - Um homem de 30 anos foi preso na noite do último sábado, após ser flagrado furtando um caixão de uma funerária no município de Leopoldina, na Zona da Mata, em Minas Gerais. Encaminhado à Delegacia de Plantão da Polícia Civil, o criminoso afirmou que furtou o objeto com a intenção de vendê-lo e "comprar cachaça".


O autor do furto não teve seu nome identificado. No entanto, a ação foi registrada por um motorista que flagrou a cena enquanto trafegava próximo à Funerária Cristo Redentor. As imagens, que viralizaram nas redes sociais, mostram o criminoso levando o caixão nas costas, com tranquilidade e sem nenhum sinal de vergonha ou apreensão.

Depois de furtar e tentar vender o caixão, o homem foi preso na avenida Getúlio Vargas. Segundo os militares, ao ser abordado, o criminoso tentou fugir, mas foi capturado e encaminhado à delegacia, onde alegou que venderia o objeto e usaria o dinheiro para comprar cachaça. Ele disse que a funerária estaria "abandonada" e por isso pegou o caixão.
De acordo com o jornal O Tempo , de Minas Gerais , um dos funcionários da funerária contou que o homem, natural de Laranjal, na mesma região, é um velho conhecido na cidade. “Ele é andarilho e fica sempre por aqui. A funerária já tem mais de 50 anos, sempre fica aberta, às vezes sem ninguém, e nunca aconteceu nada desse tipo”, comentou.
Além disso, segundo o trabalhador, a irmã do suspeito foi ontem à funerária se desculpar pelo ocorrido. “Ela disse que o irmão tem problemas mentais e que ele contou à ela que dormiria no caixão”, contou. O caixão não sofreu grandes danos.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários