Menina de cinco anos com paralisia cerebral morre após estupro

Filho do padrasto da criança confessou o crime e foi preso

Por O Dia

Homem de 18 anos confessou o crime e foi preso
Homem de 18 anos confessou o crime e foi preso -
Santa Maria - Uma criança de cinco anos com paralisia cerebral morreu após ter sido vítima de estupro na madrugada de sábado. Ela foi levada ao hospital pela mãe, mas não resistiu aos ferimentos. O caso aconteceu no bairro Diácono João Luiz Pozzobon, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. A causa da morte será oficialmente conhecida após a emissão do laudo pericial.

A Polícia Civil identificou a autoria do crime e pediu a prisão preventiva de um homem de 18 anos, que foi concedida pela Justiça. Ele é filho do padrasto da vítima.

O jovem confessou o crime e foi preso. O inquérito policial instaurado irá apurar as circunstâncias do fato e será remetido no prazo legal à Justiça.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários