Ministério da Saúde interdita cervejaria

Técnicos foram ao local periciar lotes da produção da unidade

Por O Dia

Polícia encontrou substância tóxica em dois lotes de cerveja
Polícia encontrou substância tóxica em dois lotes de cerveja -

Belo Horizonte - A fábrica de cervejas Backer, que fica em Belo Horizonte, foi interditada ontem pelo Ministério da Agricultura. Técnicos foram ao local periciar lotes da produção da unidade.

A interdição ocorreu após ação da Polícia Civil de Minas Gerias que investiga se o consumo da cerveja Belorizontina teria alguma relação com a síndrome desconhecida - chamada pelas autoridades de síndrome nefroneural - que atingiu até o momento dez pessoas em Minas. Uma delas morreu.

Laudo da polícia identificou a substância tóxica dietilenoglicol em amostras de dois lotes da cervejaria, o L1 1348 e o L2 1348. O produto é usado em serpentinas no processo de refrigeração de cervejas.

Inicialmente, a Backer informou que não usa dietilenoglicol na fabricação de bebidas. Mas a assessoria divulgou depois terem sido produzidas 66 mil garrafas dos lotes com amostras contaminadas.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários