TRF-2 quer apuração urgente

Por

O desembargador Abel Gomes, relator da Operação Furna da Onça no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), em nota, afirmou que a denúncia de Paulo Marinho sobre vazamento de informações "é fato que deve ser apurado com urgência, com a devida instauração dos procedimentos cabíveis, dada a sua gravidade, sendo fundamental a identificação desse agente público, para que se afira se se trata de alguém que integrou a equipe policial que trabalhou nas investigações".

O magistrado afirmou que a ação foi adiada para depois do período eleitoral, em 2018, após autoridades envolvidas decidirem que ela não deveria ser deflagrada em período eleitoral "visto que poderia suscitar a ideia de uso político".

Comentários