Preferi não mostrar para minha mulher e filhos, diz policial humilhado sobre vídeo

Cabo da Polícia Militar afirmou ainda que está acostumado a lidar com pessoas em estado de exaltação

Por Bruno Gentile , sob supervisão de Adriano Araújo

Morador de Alphaville xinga e ameaça policiais
Morador de Alphaville xinga e ameaça policiais -
São Paulo - O policial militar Edson, humilhado e xingado por Ivan Storel, um morador de condomínio de luxo em Alphaville, no bairro de Santana do Parnaíba, em São Paulo, deu entrevista sobre o caso, ocorrido na última sexta-feira, ao programa Encontro com Fátima Bernardes, da TV Globo. Em relato à apresentadora, o cabo afirmou que já havia se deparado com situações similares em seu ofício, mas não da forma como aconteceu.
"Eu fiquei surpreso com a reação dele (do empresário), mas mantive a calma justamente porque, assim como todos os policiais militares, recebo treinamento para continuar dentro do meu juízo em momentos como esse", disse.
Quando questionado sobre a repercussão do vídeo, filmado por um colega de trabalho do cabo, nos seus familiares, o policial revelou que não teve coragem de mostrar para esposa e filhos. "Eu fiquei surpreso, não soube como o vídeo chegou nas redes tão rápido. Preferi não mostrar para minha mulher e filhos. Eles não precisavam ver", comentou.
Devido à disseminação do acontecimento na internet, o cabo recebeu inúmeras mensagens de apoio à sua compostura e tranquilidade, face ao comportamento exaltado do morador. Ele ficou agradecido com a reação das pessoas: "Vi muita gente me dando suporte nas redes por tudo o que eu fiz e só tenho a agradecer. Temos uma estrutura e profissionalismo na Polícia Militar que nos possibilita atender da melhor forma possível a população de São Paulo".
Relembre o caso
Um empresário aparece em um vídeo que circula nas redes sociais humilhando o policial militar. Nas imagens, registradas por um dos policiais, o homem grita palavrões ao policial e ordena que ele saia da sua calçada.
A polícia foi chamada para atender uma denúncia de violência doméstica contra a esposa do acusado. As gravações causaram indignação nas redes. O empresário ainda humilhou o policial, dizendo que o PM ganha R$ 1 mil por mês, enquanto ele ganha R$ 300 mil. "Você pode ser macho na periferia, mas aqui você é um bosta. Aqui é Alphaville, mano", disse.
Após a confusão, o homem foi levado algemado para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) da cidade, mas foi solto porque sua esposa não quis prestar queixa. Em depoimento à Polícia Civil, ele negou que tenha ameaçado a mulher e afirmou que não se lembra de ter ofendido os policiais.

Comentários