Documentos mostram contradição no pagamento de mansão de Flávio Bolsonaro
Documentos mostram contradição no pagamento de mansão de Flávio BolsonaroReprodução
Por iG
Documentos revelam contradições no pagamento feito pelo senador Flávio Bolsonaro para adquirir uma mansão por quase R$ 6 milhões em Brasília. As informações foram divulgadas pela 'TV Globo' e pela 'Folha de S.Paulo'.

De acordo com o documento, Flávio e Fernanda, mulher dele, pagaram R$ 2,87 milhões com "recursos próprios" e o restante do valor do imóvel, cerca de R$ 3,1 milhões, por meio de um financiamento no Banco de Brasília (BRB), com uma taxa de juros reduzida, de 3,71% ao ano. Nesta última terça-feira (2), no entanto, o antigo dono da casa, o empresário Juscelino Sarkis, disse que o negócio estava todo quitado, como consta na escritura.
"Tudo pago. Uma parte ele pagou, outra parte ele pegou financiamento, também já foi pago. A transação tá, tá ok", afirmou o empresário. Mas uma nota assinada, nesta quarta-feira (3), pelos advogados do empresário revela que Flávio Bolsonaro ainda deve R$ 1,78 milhão.

Segundo os advogados, ele pagou R$ 3,1 milhões que vieram do financiamento do BRB e mais R$ 1,09 milhão em três transferências bancárias em novembro e dezembro.
Publicidade
A mansão comprada pelo senador fica em um condomínio de poucas casas numa área nobre de Brasília. Flávio Bolsonaro já tem a posse do imóvel.