Secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro
Secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro Jefferson Rudy/Agência Senado
Por ESTADÃO CONTEÚDO
Rio - A secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde e médica, Mayra Pinheiro, afirmou à CPI da Covid que ela e familiares próximos fizeram o uso de medicamentos que não têm eficácia comprovada contra a covid-19 quando contraíram a doença.
Segundo a médica, "aqueles que se submeteram ao tratamento precoce, graças a Deus, todos evoluíram". Entre eles, Mayra destacou o exemplo do pai. "Ele ficou muito grave. Ainda permanece internado na UTI. Ele tinha uma doença de base, um câncer na próstata. Minha mãe também com várias comorbidades". "Meu pai, a despeito do internamento na UTI, permanece vivo e nos próximos dias deverá voltar para casa", afirmou.