Mais Lidas

Sergio Marone revela que é preocupado com causas ambientais

Personagem de ator ressuscitou e quer acabar com a Terra na novela 'Apocalipse'

Por BRUNNA CONDINI

Sérgio Marone, protagonista de 'Apocalipse'
Sérgio Marone, protagonista de 'Apocalipse' -

Rio - Vivendo seu terceiro protagonista na TV e o segundo na Record, o Anticristo Ricardo Montana em 'Apocalipse', Sergio Marone conta que não faltaram referências para sua composição.

"Me inspirei em muitas pessoas, e agora que ele está numa fase mais dark, tenho me inspirado muito nesses grandes líderes populistas. Não faltam exemplos disso no Brasil", diz. "Também me inspiro nos grandes ditadores como Hitler (Adolf) e Mussolini (Benito), porque é sempre bom aprender com a história".

Mas nem só de exemplos sombrios se alimenta o personagem.

"No início do trabalho, me inspirei no Justin Trudeau, porque é um político muito bem-sucedido, que circula em todos as classes sociais. Ele não é um vilão, mas o carisma e a energia dele foram uma grande inspiração", comenta ele sobre o primeiro-ministro do Canadá.

Desde o capítulo do "arrebatamento" em fevereiro, a novela da Record viu sua audiência crescer 56% e consolidou a vice-liderança isolada em São Paulo, com 14 pontos. A cena do atentado a Ricardo Montana há uma semana e os desdobramentos dela continuam mantendo a boa audiência.

No folhetim, o Anticristo é atingido por tiros durante a inauguração da Nova Babilônia, cidade do futuro projetada por ele. Ele então recebe a proteção de Satanás, que o mantém vivo. Finge-se de morto por três dias, mas durante seu velório, levanta-se do próprio caixão, deixando o mundo estarrecido.

Apesar do enredo denso, Sergio Marone conta que nunca pesou ir do set para a casa. "Na verdade, saio sempre bastante cansado. É um personagem que exige bastante energia. É um trator de positividade, está sempre seduzindo as pessoas. Saio muitas vezes com dor de cabeça, tamanha a quantidade de texto, mas não com energia baixa".

Na Record desde 2015, o paulista comenta que não há incômodo em participar de tramas bíblicas. "Tenho sido muito feliz na emissora. E acho que as tramas bíblicas são épicas e muito interessantes, histórias incríveis com personagens muito fortes e ricos. Então, não tenho esse tipo de preconceito, inclusive algumas das histórias mais fortes e conhecidas da humanidade estão na Bíblia. Claro que não é o que eu quero fazer para sempre, mas não me incomoda de maneira alguma. Tem vários desafios".

Ele observa que foi batizado no catolicismo, mas hoje não tem nenhuma religião. "Acredito em energia e no amor, acho que generosidade e gentileza são a minha religião".

VERSÁTIL E INQUIETO

Marone é o único artista contratado da Record fazendo jornalismo, entretenimento e novela, já que foi apresentador do especial 'Família Record'(2016), do matinal 'Hoje em dia' (2017), e repórter do reality 'Dancing Brasil' na primeira e segunda temporadas.

"Tenho tido essa vontade de estar na TV também como apresentador. Confesso que, quando me convidaram para substituir o Cesar (Filho) no 'Hoje em Dia', foi uma surpresa, mas topei na hora e ele foi muito generoso comigo. Me dediquei e acho que o resultado foi bastante positivo", lembra.

BELEZA

Com 18 anos de carreira, o ator afirma que a beleza nunca o atrapalhou. "Pelo contrário, sempre me abriu portas. Ao mesmo tempo, nunca foi algo em que me acomodei. Sempre corri muito atrás justamente para não ficar ancorado nesse lugar, sempre busquei outras possibilidades. A gente trabalha num mercado que precisa rotular e colocar as pessoas em prateleiras, então eu sempre tirei proveito dessas prateleiras".

ENGAJADO

Ele definitivamente não se acomoda. Envolvido com as questões socioambientais, criou o movimento Gota d'Água, em 2012, e reuniu mais de um milhão de assinaturas contra a instalação da Hidrelétrica Belo Monte, com o objetivo de colocar em pauta a discussão sobre o sistema de produção e distribuição de energia do Brasil. "Continuo nas minhas redes sociais falando muito sobre o meio ambiente. A pauta principal agora é o uso consciente do plástico, os problemas gigantescos que o uso descontrolado dele está trazendo para o meio ambiente, principalmente nos oceanos. É urgente trocar o descartável pelo reutilizável".

Mesmo com a rotina agitada, o ator que está com a modelo Bárbara Romer há três anos garante que sobra tempo para namorar. E faz graça sobre os planos futuros: "Primeiro, quero terminar de acabar com a Terra", diz, aos risos. "Isso na ficção, claro. Agora, sério, desejo despertar o maior número de pessoas possível pra realidade do impacto do ser humano no planeta. E tem o 'Jesus Kid', que é um filme que estou produzindo e espero realizar ainda este ano".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Sérgio Marone, protagonista de 'Apocalipse' Munir Chatack
Sérgio Marone, en cena do funeral de Ricardo, protagonista de 'Apocalipse' Munir Chatack/ Record TV
Sérgio Marone, protagonista de 'Apocalipse' Jonathan Giuliani

Comentários