'Mulheres só ganham mais que os homens no cinema pornô', diz atriz

Salma Hayek fez declaração polêmica durante debate no Festival de Cannes, na França

Por roberta.campos

França - Em debate promovido pela revista americana "Variety" no Festival de Cannes, o feminismo e a igualdade de direito para as mulheres foram as principais pautas descutidas. De acordo com a UN Women, órgão da ONU que defende os direitos das mulheres, em 2014, na lista de filmes mais vistos no mercado americano, apenas 12% têm uma mulher como protagonista. Nessa mesma lista, apenas 11% dos filmes têm uma mulher por trás das câmeras como diretora.

Salma Hayek posa para foto na chegada a evento promovido pela revista "Variety" e pela UN WomenDivulgação

Participante do debate, a atriz e produtora Salma Hayek ("Frida"), feminista convicta, fez um discurso forte e polêmico. "O cinema subestima a inteligência das mulheres há muito tempo. Os estúdios continuam achando que a gente só quer ver comédia romântica. Por que as mulheres pararam de ir ao cinema e começaram a ver TV? Porque a TV parou para nos escutar. E ainda assim Hollywood não usa um caso como o de 'Sex and the City' para fazer mais filmes nessa linha", critica. "E os cachês nunca são os mesmos. O único lugar onde a mulher ganha mais do que o homem é no cinema pornô".


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia