'Amor à Vida': Ignácio vai se encantar por Valdirene

Primeiro encontro vai acontecer num estacionamento. 'Ele vai gostar da Valdirene de verdade', adianta Carlos Machado

Por daniela.lima

Rio - Tamanha empolgação quase fez Carlos Machado queimar a comida que estava no fogo enquanto falava para O DIA sobre seu novo personagem, Ignácio, o milionário que será conquistado por Valdirene (Tatá Werneck) em ‘Amor à Vida’. “Só um instante! Vou ver a comida para não queimar. Aqui em casa, sou eu quem cozinha melhor”, diverte-se o ator, que também trabalha como dentista. 

'Amor à Vida'%3A Ignácio (Carlos Machado) vai se encantar por Valdirene (Tatá Werneck)Divulgação


Diante de tantos atributos, pode-se dizer que Carlos também tem vocação para a riqueza. Coincidência ou não, ele experimentou o prazer de voar em um jatinho particular poucos dias antes de dar vida ao ricaço da trama de Walcyr Carrasco. “Me senti um milionário. Foi uma experiência maravilhosa, achei que fiquei bem naquela situação”, conta ele, que andou num avião emprestado por um amigo empresário, para que conseguisse comparecer a todos os compromissos de trabalho no último fim de semana. “Não foi para a novela, não. Mas acabou que foi um laboratório indireto. Fiquei de sábado até segunda andando de jatinho. Passando com ele bem pertinho da minha casa”, gabou-se. 

'Amor à Vida'%3A Ignácio (Carlos Machado) vai se encantar por Valdirene (Tatá Werneck)Felipe O2339%3BNeill / Agência O Dia


Hoje, Carlos grava sua primeira cena como Ignácio, que inicialmente seria um cara cheio da grana, porém cafona. “O que eu sabia até o início desta semana é que ele seria riquíssimo e bem cafona, mas não é bem assim. Na segunda-feira, fiz a prova do figurino e vi que ele está mais para um típico playboy paulista, desses que a gente conhece por aí. As roupas dele são bem chiques”, adianta o ator, que prefere não revelar em quem se inspirou para dar vida ao rapaz. “Não posso citar nomes, porque muitos desses playboys de São Paulo são amigos meus”.

E, para que tudo saia exatamente como planejou, Carlos já decorou quase seis cenas de seu personagem. As primeiras falas, ele garante, estão na ponta da língua. “A primeira cena do Ignácio será chegando com um carrão em um estacionamento. Depois, ele vai dar carona para a Valdirene e vai se encantar por ela”, explica ele, que está ansioso para conhecer sua parceira, Tatá Werneck. “Não a conheço, mas dizem que ela estava louca para me conhecer também. Ela é bem pequenininha e eu sou grandão. Vai ser engraçado ver esse casal, que tem esse ingrediente a mais”. Quando era mais novo, o ator conta que viveu algo parecido longe da ficção. “Eu só gostava de mulheres baixinhas, acredita?”, diz ele, torcendo para que a química com Tatá dê certo.

“Ele vai gostar da Valdirene de verdade, vai enxergar uma menina sincera, espontânea. Torço para que seja um sucesso, para que eu possa ficar até o final da novela”, vibra. Mas quem espera ver o ator com os músculos à mostra, como de costume, corre o risco de se frustrar. “Até agora não li nenhuma cena caliente, em que ele apareça sem camisa”, afirma Carlos, que mantém a ótima forma aos 48 anos. “Me cuido bastante e a genética também ajuda. Fiquei feliz quando vi que, no filme do Crô, que eu fiz, me colocaram na pele de um personagem de 35 anos”.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia