Elke Maravilha diz que Silvio Santos desrespeitava jurados de seu programa

Ela também afirmou que Chacrinha era como um pai para as pessoas que trabalhavam com ele

Por tabata.uchoa

Rio - Elke Maravilha foi entrevistada por Rafinha Bastos no programa "Agora É Tarde", que foi ao ar na madrugada desta sexta-feira. Elke contou curiosidades sobre os bastidores dos programas de calouros dos quais participou como jurada, fez uma comparação entre Silvio Santos e Chacrinha e deixou bem claro que não gosta muito do "patrão". 

Elke Maravilha reclamou de Silvio Santos no 'Agora É Tarde'Reprodução Vídeo

"O Silvio Santos era um patrão. Nunca conversávamos e de vez em quando ele tinha um tipo de desrespeito com o Pedro de Lara, por exemplo. Não posso obrigar ninguém a gostar de mim, mas também não gosto de grosserias. Respeito é bom. Já o Chacrinha era como um pai. Ele é atemporal e nunca foi desrespeitoso. Ele sempre foi um pai. Chacrinha era um painho e Silvio Santos era patrão", afirmou.

Elke Maravilha também falou sobre sua vida íntima. Perto de completar 70 anos, ela garante que não faz sexo há dois anos e que também não tem mais libido. "Não tenho mais tesão de periquita e vou ficar fingindo? Eu já brochei. Perdi o tesão. O médico recomendou que eu fizesse reposição hormonal, mas eu aprendi com meu pai a respeitar a natureza. Eu acho que cada coisa tem seu tempo", disse.

Elke Maravilha e Pedro de Lara como jurados no programa de calouros de Silvio SantosReprodução Internet

Ela também comentou as especulações de que seria um travesti, mas disse que não liga para isso. "Já disseram até que viram meu pênis. Falaram para meu primeiro marido, o Alex: 'Olha,eu saí com a Elke, a levei para o motel e fiquei decepcionado porque eu vi o pau dela'. Ele respondeu: 'Engraçado porque fiquei anos casado com ela e nunca reparei nisso'. As pessoas pensam o que quiserem. Nunca me sinto ofendida. Sou madrinha dos gays com muita honra. Tenho muito carinho por eles", garantiu.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia