Márcio Garcia e Juliana Paes comandam sucessos no ‘Globo de Ouro Palco Viva’

Objetivo é trazer de volta as noites de glamour na telinha

Por daniela.lima

Juliana Paes e Márcio Garcia apresentam ídolos do passado e de hoje no programaDivulgação

Rio - Márcio Garcia era adolescente quando o ‘Globo de Ouro’ bombava nos anos 80. “Lembro que meus pais viam o programa, e a música, às vezes, me atraía. Aí, eu parava para dar uma olhada, mas eu estava na idade da correria”, diz. Vinte e cinco anos depois do fim da atração, o ator se junta à atriz Juliana Paes para apresentar o ‘Globo de Ouro Palco Viva’, edição comemorativa que estreia amanhã, às 23h, no canal Viva, com ídolos do passado e do presente.

Exibido pela Globo de 1972 a 1990, o ‘Globo de Ouro’ também faz parte da memória afetiva de Juliana Paes. “Meus pais me mandavam ir dormir cedo, mas eu queria ver os artistas e as músicas! Eu ficava escondida, vendo pela frestinha da porta. Porque era um momento de glamour na televisão”, conta ela.

Márcio e Juliana ocupam os postos que já foram de nomes como César Filho, Lauro Corona, Dennis Carvalho, Myriam Rios, Isabella Garcia e Claudia Abreu. Nas gravações, a dupla tentou repetir o estilo descontraído dos antigos apresentadores.

“Eu e Juliana já trabalhamos juntos, temos intimidade, então brincamos muito. Tanto que muita coisa nem vai para o ar. A gente se divertiu muito”, relata o ator. “Somos amigos, temos uma sintonia muito grande”, completa a atriz.

Enquanto Juliana adorava Fabio Jr. e “era louca” por Rosanah, cantando ‘Como Uma Deusa’ — “Eu achava ela linda, enigmática, exótica”, diz —, Márcio se recorda dos sucessos de Roberto Carlos e Wanderléa, mas confessa que o figurino dos apresentadores dos anos 80 foi o que marcou. “Me lembro das ombreiras, era muito engraçado. Roubava a atenção”.

Em dez edições, exibidas de segunda a sexta-feira, o ‘Globo de Ouro Palco Viva’ reúne artistas e hits de diferentes épocas. O programa de estreia traz Angélica (‘Vou de Táxi’), Gilberto Gil (‘Palco’), Anitta (‘Show das Poderosas’), Leo Jaime (‘Gatinha Manhosa’), Tulipa Ruiz (‘Mania de Você’) e Alcione (‘Meu Ébano’).
A atração também promove encontros inéditos e homenagens a ídolos que deixaram saudades. Na primeira noite, o pagodeiro Thiaguinho faz tributo a Renato Russo cantando ‘Será’ e ‘Pais e Filhos’. E a dobradinha fica por conta de Adriana Calcanhotto e Buchecha, com ‘Fico Assim Sem Você’.

MICROSSÉRIE

Com o fim dos trabalhos no programa musical, Juliana Paes está se dedicando agora aos workshops da microssérie ‘Dois Irmãos’, de Luiz Fernando Carvalho, que começa a ser gravada no início de 2015 e estreia ainda no primeiro semestre.

Já Márcio Garcia não pensa em voltar à TV tão cedo. “Só se tivesse um projeto com a minha cara”, argumenta ele, que participou do primeiro episódio da série ‘Eu Que Amo Tanto’, do ‘Fantástico’. O ator viveu o presidiário Osmarino, fazendo cenas quentes com Mariana Ximenes, a Leididai, uma mulher que o amava obsessivamente.

“Todo mundo já viveu um grande amor. A diferença dos personagens é que eles vão até as últimas consequências”, diz ele. “Já tive relações em que eu entrei forte, de cabeça, e a pessoa menos, e vice-versa. O limite é o bom-senso.”

Na série, as mulheres não aceitam um não. “É mais fácil dizer um não do que ouvir, claro. É menos doloroso, menos sofrido para quem fala. Sofri mais ouvindo, e os nãos que eu falei foi de boa, tranquilo”, recorda.

Márcio revela ainda que tinha uma estratégia para acabar com relacionamentos sem precisar se explicar muito. “O segredo é fazer uma arte antes. Pisar na bola. Eu era bom nisso. Às vezes, você não quer dar um não, mas vai dando desgosto pra pessoa”, brinca.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia