Nudez de Carol Castro é destaque de ‘Velho Chico’

Novela teve recorde de audiência e reinou no Twitter

Por karilayn.areias

Rio - Imagens belíssimas do Nordeste, uma disputa de terras entre famílias rivais e uma história de amor proibido. O primeiro capítulo de ‘Velho Chico’ trouxe quase tudo o que se espera de uma trama criada por Benedito Ruy Barbosa e dirigida por Luiz Fernando Carvalho. Mas o que deu o que falar mesmo foi a nudez de Carol Castro, que interpreta a cantora de bar Iolanda e protagonizou cenas quentes com o galã Rodrigo Santoro, intérprete do coronelzinho Jacinto.

Carol Castro chamou atenção por conta de cena de nudez em 'Velho Chico'Reprodução

“Já tinha feito cenas picantes antes, inclusive minha estreia em novelas foi com uma cena sensual em horário nobre em ‘Senhora do Destino’ (2004). Não foi um problema para mim. Confio muito na equipe e me senti bastante confortável”, diz a atriz, que ganhou muitos elogios dos fãs nas redes sociais ao mostrar o corpão.

As impecáveis curvas de Carol Castro contribuíram para turbinar a audiência da novela, que atingiu 35 pontos em São Paulo, com 37 de pico e 52% de participação. Foi a melhor média de estreia das últimas quatro tramas do horário nobre: ‘A Regra do Jogo’ (31 pontos), ‘Babilônia’ (33), ‘Império’ (32) e ‘Em Família’ (33). No Rio, o folhetim cravou 38 pontos e 58% de participação.

Grupos homossexuais promoveram um boicote a ‘Velho Chico’ na internet, mas a iniciativa não deu certo, como mostram os números do Ibope. No lançamento da trama, há uma semana, Benedito Ruy Barbosa foi duramente criticado ao dizer que “odeia história de bicha”, referindo-se às temáticas das novelas da Globo. Apesar dos comentários homofóbicos do autor, a trama foi parar nos trending topics mundiais do Twitter.

Parte do sucesso do primeiro capítulo também se deve ao retorno de Rodrigo Santoro, que estava afastado das novelas há 12 anos. “Foi incrível gravar no Nordeste, com toda aquela cultura e aquela paisagem, mas o que mais me encantou mesmo foi o sertanejo. Gente linda que me inspirou demais para esta jornada. Aceitei o convite do Benedito porque já estava na hora de voltar!”, diz o ator. Também se destacaram os veteranos Tarcísio Meira (coronel Jacinto) e Selma Egrei (Encarnação), e Fabiula Nascimento (Eulália), que faz par com Rodrigo Lombardi (Capitão Rosa).

Ambientada em cidades nordestinas banhadas pelo Rio São Francisco, ‘Velho Chico’ trouxe de volta à faixa nobre uma história rural, após uma sequência de tramas urbanas, realistas e até violentas como ‘A Regra do Jogo’. Para Mauro Alencar, doutor em Teledramaturgia brasileira e sul-americana pela USP, a novela de Benedito dá uma arejada no horário, mesmo englobando questões como a cultura, a economia e a política de uma determinada região, sem que necessariamente fale de políticos.

“Compreendo que se ontem foi importante flagrar um grupo social exibido com tintas realistas em ‘A Regra do Jogo’, hoje é necessário apresentar ao público as veias abertas ao redor do Rio São Francisco. E é exatamente isso que forma a tradição e transforma a telenovela brasileira numa instituição social”, avalia Alencar. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia