Fernanda Lima é a apresentadora do 'Amor e Sexo' - Divulgação / TV Globo
Fernanda Lima é a apresentadora do 'Amor e Sexo'Divulgação / TV Globo
Por O Dia

Rio - A estreia da nova temporada do programa "Amor & Sexo" já tem data definida: dia 9 de outubro. Fernanda Lima continua no comando da atração ao lado de José Loreto, Mariana Santos, Eduardo Sterblitch, Dudu Bertholini e Regina Navarro Lins, que fazem parte da bancada. A novidade no elenco fica por conta de Djamila Ribeiro.

Já o roteiro ganha o reforço da jornalista, blogueira e escritora Milly Lacombe, e a banda passa a ter Mylena Jardim, ganhadora da quinta edição do ‘The Voice Brasil’, dividindo os microfones com Régis Paulino.

Temas como masculinidade, corpo, família, feminismo e discussão de gênero vão permear os papos e discussões do elenco e convidados. "O debate se tornou mais rico, toma mais tempo do programa e dá a chance de os assuntos se assentarem para poder ter vários pontos de vista. Mas destaco também os momentos divertidos do nosso elenco, por quem sou apaixonada. Em tempos de ânimos acirrados, a gente precisa de diálogos amorosos, de debates cuidadosos, delicados, gentis, em que a gente possa expor nossas ideias, por mais divergentes que sejam. Esses são os debates de fato construtivos e que podem mover montanhas. Nosso principal desafio foi achar o tom para que a gente consiga, com as nossas ideias e propostas de show, fazer com que todo mundo queira assistir, independentemente de suas posições. É um programa muito agregador nesse sentido e isso me emociona. Quando a gente traz algo que toca a todos, a gente não precisa separar ninguém. A gente fala com todo mundo”, explicou Fernanda Lima.

As novas integrantes do grupo contam como foi a experiência de fazer parte do time. “Foi maravilhoso participar. Quantos ensinamentos... O programa tem uma função social importantíssima, eu diria de utilidade pública, de levar informação de forma leve e engraçada. A gente vê como é importante falar disso e chegar às pessoas”, contou Djamila Ribeiro.

“Se eu tivesse crescido sabendo que pessoas como eu existiam, teria sido menos sofrido, menos solitário. O ‘Amor & Sexo’ faz a gente ver que o problema não somos nós, mas essa sociedade em que a gente vive”, resumiu Milly Lacombe. “Sempre achei o programa o máximo e super necessário. Fazer parte dele só me deu mais certeza de que é ótimo”, completou Mylena Jardim.

Você pode gostar