Susana Vieira fala sobre luta contra câncer: 'Se a morte chegar, vou esbofeteá-la'

Atriz foi diagnosticada com a doença há três anos, mas só a tornou pública recentemente

Por O Dia

Susana Vieira conversa com Poliana Abritta sobre sua doença
Susana Vieira conversa com Poliana Abritta sobre sua doença -

Rio - Susana Vieira, de 76 anos, conversou com Poliana Abritta sobre sua luta contra o câncer. A entrevista foi ao ar no "Fantástico", da TV Globo, neste domingo. A atriz foi diagnosticada com leucemia há três anos. "Tiveram que trocar minha fralda porque eu não podia levantar. Isso foi muito pesado. Pelo lado da minha vaidade. Aí bateu, aí você vê que está doente", lamentou Susana. 

"Quando eu me vi tão exibida, tão vaidosa, tão Senhora do Destino, tão rainha de bateria, a bailarina do Teatro Municipal, Susana Vieira, com uma enfermeira tendo que trocar minha fralda?", se emocionou. 

A atriz contou que a primeira pergunta que fez ao médico foi sobre o seu tempo de vida. "A primeira pergunta que eu fiz pra ele [o médico]: 'Eu vou morrer quando?' E o médico disse que eu vou morrer, sim. Mas não necessariamente dessa doença", explicou. 

Ainda assim, Susana confessou que sentiu medo. "Eu tive medo de morrer. Se a morte chegar, vou esbofeteá-la", brincou. "Eu acho que quando você fica doente, para todos nós que somos produtivos e independentes, existe um medo de ficar dependente, medo do desemprego, medo da solidão. Existe a vergonha de você ficar doente. O que eu mais valorizava na vida era eu ter saúde, que eu tinha 50, 60, 70 anos, com muita saúde".

A atriz também contou que não se revoltou em nenhum momento e que contou com o apoio da família, em especial da nora Ketryn Goetten, para se recuperar. Susana também afirmou que não teve intenção de esconder a doença do público. 

"Não é que escondi, não tinha porque sair propagando, até a gente ver como a doença ia se portar em mim", explicou. 

Susana contou que estava em uma novela quando recebeu o diagnóstico. "Eu estava fazendo a novela [A Regra do Jogo]. Perguntei se ia poder continuar gravando, e o médico disse que sim. Mas médico não sabe o que é gravar novela, são dez horas de trabalho por dia, e você precisa estar viva, com energia. E eu fiz a dona daquele morro, a Adisabeba. Depois, fiz um ano inteiro daquele programa que me divertia, o Vídeo Show. Aquilo foi outra terapia. E eu fiz o seriado Os Dias Eram Assim, isso tudo com a doença", lembrou.

A doença

Susana Vieira foi diagnosticada com LLC, leucemia linfocítica crônica, que é um tipo menos agressivo de câncer, que não impede o desenvolvimento de células saudáveis. 

"Eu fiz exames durante umas 24 horas, e quando veio esse diagnóstico de LLC, eu não sabia o que era pior: se a leucemia, se a linfocítica ou se a crônica", brincou. 

A atriz passou por sessões de quimioterapia, mas não deixou o tratamento afetar sua aparência. "A segunda pergunta foi: 'Vou perder meu cabelo?'. Porque a gente é mulher e morrerá mulher, e cabelo para nós é algo tão importante, um trauma que só nós sabemos", afirmou.

Últimas de Televisão