Otaviano Costa comanda o 'Tá Brincando', game que estreia sábado

Apresentador aposta na união de gerações na frente da telinha. 'Vai ser curioso ver o avô olhando para o neto, e vice-versa. Vai criar uma sinergia', anima-se

Por gabriel sobreira | gabriel.sobreira@odia.com.br

'Tá Brincando', novo programa de Otaviano Costa
'Tá Brincando', novo programa de Otaviano Costa -

Rio - Em julho do ano passado, Otaviano Costa, 45 anos, se despediu dos fãs que o acompanhavam diariamente durante os últimos cinco anos em que ele esteve à frente do ‘Vídeo Show’, da Globo. A inquietude, o desejo de mudança e a vontade de extrapolar artisticamente falaram mais alto. E ele partiu para um projeto solo, o ‘Tá Brincando’, novo game de disputa entre gerações, que estreia sábado, às 15h, na Globo.

“O programa foi feito para todas as idades, dentro e fora do palco. É um programa popular, divertido e emocionante, que vai poder reunir a família inteira na frente da televisão. E, não tenha dúvida, vai gerar uma boa refl exão. Vai ser curioso ver, na casa das famílias, o avô olhando para o neto e o neto olhando para o avô. Acho que vai criar uma brincadeira, uma sinergia que, com certeza, mudará em muita gente o modo de ver e viver a vida”, defende Costa.

Ele entra no lugar do programa ‘Só Toca Top’ e vai entregar audiência para Luciano Huck. Coincidentemente, mais uma vez, o caminho de Costa se cruza com o de Luciano, que aos sábados apresenta o ‘Caldeirão do Huck’. Em 1999, ainda na Band, Otaviano entrou na vaga deixada por Luciano, que ia para a Globo. Costa comandou o ‘Programa H’, que posteriormente virou ‘O+’. “Eu e Luciano somos muito amigos, nossas famílias são muito próximas. A gente sempre torce um pelo outro. Acredito que será uma dobradinha vencedora nas tardes de sábado”, torce ele, que além da Band, tem passagens pela Record TV, SBT, Multishow, CNT e MTV.

Por falar em família, Otaviano diz que é inevitável levar o trabalho para casa e dividir com a mulher, a atriz Flávia Alessandra, o que acontece nos estúdios e fora deles. Isso é algo que acontece, segundo ele, desde os primeiros momentos da dupla como casal. “A gente sempre teve esse compartilhamento da vida um do outro. E a torcida, a admiração. Essa troca é fundamental e positiva. Só que não é sentado na mesa com uma planilha, não. É tomando um vinho, batendo um papo gostoso, colaborando, um olhando para o outro”, revela o mato-grossense de Cuiabá. “A gente acredita nos nossos olhares, e tem uma hora que você vai sozinho (segue a própria

opinião)”, pondera.

'TÁ BRINCANDO'

A nova atração da Globo é uma disputa de gerações por meio de jogos, desafios, quadros divertidos e histórias emocionantes. "Eu acho que se isso ('Tá Brincando') tivesse acontecido um tempo antes, talvez não estivesse tão preparado para assumir essa responsabilidade", diz o apresentador. "É a realização de um sonho. E eu não posso falar que é um programa meu, somente. É um programa de um coletivo de profissionais que tem o objetivo de entreter, alegrar, emocionar e inspirar o público. Portanto, esse programa meu, é todo deles", completa.

DINÂMICA

O 'Tá Brincando' terá nove episódios e está todo gravado. Nele, dois jovens entre 20 e 35 anos encaram três desafios contra um 'Super Time': cinco pessoas na faixa dos 60 anos, que são o exemplo de excelência em suas áreas de atuação. Neste sábado, estão presentes a triatleta Hedla Lopes (60 anos), o pugilista Servílio de Oliveira (70 anos), a tenista Patrícia Medrado (62 anos), o fisiculturista Roberto Carvalho (73 anos) e o jogador de futebol Edinho (63 anos).

As competições vão de provas físicas a testes de conhecimento sobre assuntos variados, como TV e música. A dupla de desafiantes busca ganhar o prêmio total de R$ 15 mil, sendo R$ 5 mil a cada desafio vencido.

"Eu levaria um banho (deles) com certeza. Só tem casca grossa nesse 'Super Time'. E não é só isso, os quadros que vamos mostrar nas externas: senhores que saltam de paraquedas, que são pilotos de avião, ou que fazem rafting. Eles dão um banho de jovialidade na gente. Eu saía dessas matérias com essas pessoas mais velhas pensando: 'Eu tenho que me mexer agora', lembra Costa, referindo-se ao quadro 'Os Impressionantes'.

AMARELOU?

Tremeu na base em algum momento? "O paraquedas foi encontro com Jesus. Já tinha pulado, mas não lembrava o quão terrível era. O duro é saltar com um senhor de 80 anos e falar 'não' para ele. Tem hora que eu posso recuar, porque me dá medo. Tem alguns desafios que posso ou não cumprir", explica.

O comunicador diz que a principal função do programa é divertir. E também emocionar. Além disso, misturar dedicação com superação, dedicação, amor pela vida, pelo que faz e pelo tempo. "Não vou precisar ficar dizendo: 'Faça isso, repense aquilo da sua vida'. As ações e histórias que essas pessoas vão contar para todos nós serão fonte de inspiração, sem dúvida alguma", conta.

DESTAQUES

Entre outros destaques do programa estão os quadros 'Valeu a Pena', em que o apresentador leva personagens que, por conta da idade, estão afastados de atividades que fizeram parte da rotina deles por muitos anos e assim eles revivem o passado. Otaviano Costa diz que esse momento é de emoção pura, mas bem feita. "A gente tomou muito cuidado com isso. O diretor Adriano Ricco e toda a equipe (redação, criação, pesquisa) se preocuparam em fazer um quadro que fosse emocionante, mas não piegas. O quadro traz um conforto para essas pessoas que vão se permitir refletir, mesmo que rapidamente, sobre aquela vida que ela viveu e ainda vive muito bem até hoje", reforça.

Outro momento interessante fica por conta do quadro 'Tá Todo Mundo Brincando'. Nele, Otaviano empresta o palco do programa para um grande show de talentos com atrações de todas as idades de diferentes partes do mundo. "Estou quase reclassificando (a plateia) como torcida, porque eles vibram, torcem. Eu estava sedento por essa aproximação, pela energia que o auditório traz para o palco", diz o apresentador.

Quando questionado sobre o que mais o impressionou no programa, Otaviano não tem dúvidas. Para ele, foi surpreendente conhecer um pouco mais dessas pessoas, famosas ou desconhecidas, do esporte ou não, de 80, 75 ou 73 anos, com histórias incríveis de vida. "Pessoas geniais no jeito como levaram e levam sua vida e que deixam um legado de sabedoria. É como se a gente tivesse saído de uma aula com professores muito experientes, mas com uma alma, um espirito muito jovem. Isso é demais", vibra.

APRENDIZADO

Otaviano diz que tem tirado muito aprendizado dessa experiência à frente do 'Tá Brincando'. Em especial, a paixão pela vida, pelo segundo que se passa, pelo que vem pela frente e pelo legado que será deixado. "Vá, faça e viva. Vá ver um museu, faça uma viagem, viva essa emoção. Salte de paraquedas, suba de elevador e desça de escada, vá para a praia, para o campo, para o mato. Mergulhe no rio. Pegue uma onda, ande de bicicleta, jogue ping-pong. Essa é a vida que eu estou reaprendendo com essas pessoas incríveis", afirma.

"Se elas vão mudar o jeito de ver e viver a vida, aí cabe a cada um tomar a decisão. Cada um é feliz do jeito que quer. As pessoas que a gente está colocando ali são muito inspiradoras. Claro que a gente torce para que o programa mexa com o jeito com que as pessoas vivem suas vidas, mas isso cabe a elas. Nosso objetivo é entreter, é divertir, é emocionar, é inspirar", frisa Otaviano.

Galeria de Fotos

'Tá Brincando', novo programa de Otaviano Costa Globo/João Miguel Júnior
Cenário do novo programa de Otaviano Costa Reprodução
'Tá Brincando', novo programa de Otaviano Costa Globo/João Miguel Júnior
'Tá Brincando', novo programa de Otaviano Costa Globo/João Miguel Júnior
Flávia Alessandra e Otaviano Costa Reprodução
'Tá Brincando', novo programa de Otaviano Costa Globo/João Miguel Júnior
Otaviano Costa e família Reprodução
Otaviano Costa Globo/Victor Pollak

Comentários

Últimas de Televisão