'Queria muito que Domingos Montagner estivesse aqui com a gente', diz autora de 'Cordel Encantado'

Ator, morto em 2016, é lembrado em reprise da novela, que reestreia na segunda-feira, na Globo

Por Gabriel Sobreira

Domingos Montagner na novela 'Cordel Encantado'
Domingos Montagner na novela 'Cordel Encantado' -

Rio - A reprise de 'Cordel Encantado', a partir de segunda-feira, em 'Vale a Pena Ver de Novo', da Globo, servirá também de homenagem para Domingos Montagner, morto em 2016, quando estava em Canindé de São Francisco (SE) para as gravações da novela 'Velho Chico', da Globo. "É o maior orgulho saber que foi em 'Cordel', que ele se tornou conhecido. O nosso inesquecível capitão Herculano", explica Thelma Guedes, que divide a autoria da novela com Duca Rachid. "Queria muito que ele estivesse aqui com a gente, festejando essa reprise”, diz Thelma.

Duca Rachid reforça o talento do ator e carinho do público pelo personagem dele. “Domingos era um ator que já tinha uma carreira muito consistente no circo e no teatro e acabou fazendo coisas lindas também na TV. O trabalho dele como Capitão Herculano felizmente está aí para gente rever e matar as saudades”, explica.

Aos 54 anos, Montagner desapareceu na tarde do dia 15 de setembro, enquanto nadava no rio São Francisco, no município de Canindé do São Francisco, em Sergipe, depois de gravar cenas para a novela 'Velho Chico' na parte da manhã. Depois de trabalhar e almoçar, ele foi tomar um banho de rio. Durante o mergulho, o ator não voltou à superfície. A atriz Camila Pitanga, que estava no local, avisou à produção, que iniciou as buscas, com a ajuda de helicópteros do Grupamento Tático Aéreo, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e pescadores da região. O ator paulistano foi enterrado em São Paulo.

Galeria de Fotos

Domingos Montagner na novela 'Cordel Encantado' TV Globo / Zé Paulo Cardeal
Domingos Montagner na novela 'Cordel Encantado' TV Globo / Zé Paulo Cardeal

Últimas de Televisão