Demitida do SBT, Karyn Bravo volta à TV depois de 12 anos

Profissional comandará o 'Jornal da Cultura’, que estreia no próximo dia 29

Por ISTOÉ

Karyn Bravo
Karyn Bravo -

Rio - A jornalista Karyn Bravo está deixando o SBT depois de 12 anos, após ter sido demitida, para assumir o comando do ‘Jornal da Cultura’, que estreia no próximo dia 29, de acordo com informações do ‘NaTelinha’.

“Vejo que foi uma recolocação rápida, o que é bacana pra quem gosta de trabalhar. Gosto de fazer jornalismo. Tirei um período maior pra pensar, pra me restabelecer, ver o que eu queria. Conversei com uma e outra emissora. Mas aí a negociação foi bem rápida. Eu fiquei feliz porque é uma proposta legal, é um jornal que tem muita credibilidade no mercado. Um jornal que é focado muito em economia e política. O mapa editorial dele é um formato que me agrada bastante”, explica Karyn Bravo, que vai dividir a bancada do repaginado ‘Jornal da Cultura’ com a jornalista Ana Paula Couto.

Segundo a reportagem, Karyn afirmou ainda que recebeu a notícia da demissão do SBT com certa surpresa e justificou que o ‘SBT Notícias’ passava por um bom momento de audiência, fazendo com que seus resultados chegassem a movimentar o jornalismo da madrugada da Globo, que ampliou o “Hora Um”.

“A madrugada era muito desgastante pra mim neste momento de vida. No início não tinha marido, filho… Depois vem dois filhos e madrugada era algo que pesava. Cogitei parar e ter um horário melhor. O jornal era muito bem feito, era só pela questão do horário. Cheguei a pensar. Mas ao mesmo tempo não tinha coragem de virar as costas pra um projeto legal, salário bacana, né? Eu tava numa zona de estabilidade. Obviamente foi um susto”, conta a jornalista ao ‘NaTelinha’.

“A gente cresceu. Movimentamos a Globo que criou o ‘Hora Um’. A gente movimentou a Record que vai lançar um jornal 24 horas. Revivemos a madrugada. Era um orgulho pra equipe. Achávamos que o barco estava fluindo muito bem. O momento era favorável pra gente. Quando vem uma mudança grande dessa você se pergunta o que fazer”, completou ela. 

 

Comentários