Funcionários acreditam que fusão pode causar 2.500 demissões na Globo

Comunicação da Globo refuta o número mas admite que haverá cortes

Por O Dia

Mais de 100 funcionários foram demitidos da Globo nesta quarta-feira
Mais de 100 funcionários foram demitidos da Globo nesta quarta-feira -
Rio - Os funcionários da Globo estão vivendo momentos de tensão desde que foi divulgado, na última sexta-feira, que um novo modelo de gestão entrará em vigor em janeiro do ano que vem. O projeto "Uma Só Globo" promete fundir a TV Globo, todos os canais pagos da Globosat, a GloboPlay, a Globo.com e a Som Livre. De acordo com a coluna "Notícias da TV", do "Uol", os funcionários estimam que a fusão causará cerca de 2.500 demissões. 
Ainda de acordo com a coluna, um ex-executivo do alto escalão da Globo acredita que o número faz sentido. Na nova gestão, por exemplo, haverá apenas um departamento de recursos humanos para todas as empresas integradas. As 2.500 demissões representam só 16,7% dos 15 mil funcionários da Globo.
A assessoria de imprensa da Globo nega o número de demissões mas confirma que haverá cortes. "Todas as grandes empresas modernas passam por processos na busca de eficiência e evolução constante e, nesse contexto, é natural que se façam ajustes. Na Globo não é diferente", disse a empresa em nota. 
As demissões, inclusive, já começaram. Na semana passada, cerca de 300 pessoas foram demitidas nos Estúdios Globo, o antigo Projac. Novos cortes são esperados na próxima semana, mas de forma pulverizada.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários