Após polêmica, deputado entra com representação contra Silvio Santos por racismo

Silvio ignorou a votação do auditório que escolheu Jennyfer como a melhor intérprete em uma competição e racismo foi levantado como possibilidade

Por iG

Silvio Santos cancela gravações por problema de saúde
Silvio Santos cancela gravações por problema de saúde -
São Paulo - O deputado estadual Jesus dos Santos (PSOL) deu entrada em uma representação contra o Silvio Santos nesta sexta-feira (13) por conta do dado pelo apresentador a Jennyfer Oliveira no quadro Quem Você Tira , do dia 8 de dezembro. O parlamentar agiu após uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) com a participação dos deputados Leci Brandão (PCdoB) e Luiz Fernando Teixeira (PT).
"Partimos do princípio de não tolerar mais que nossas crianças que assistem a esse programa, pessoas em processo de formação, tenham [acesso a] conteúdos que não estão coerentes com os passos que a sociedade deve dar", explicou Jesus em entrevista à Folha.

Na competição de calouros, Silvio ignorou a votação do auditório que escolheu Jennyfer como a melhor intérprete da música que viralizou na internet " Caneta Azul ". Outra candidata recebeu o prêmio das mãos do dono do SBT por considerá-la "muito bonita".

Jennyfer era a única negra de um grupo de quatro calouras, o que levou o público a cogiar a possibilidade de racismo para a decisão sobre o prêmio. A mesma premissa foi utilizada pelo deputado estadual Jesus dos Santos.
"Quando um apresentador, dono de um canal que é uma concessão pública, ratifica e continua perpetuando piadinhas racistas, isso passa a ser um problema no qual encontramos aparato constitucional para enquadrá-lo. O crime de racismo é bem nítido quando informa que atos racistas de qualquer forma e grau precisam ser contidos", afirmou o deputado.

O parlamentar argumentou, ainda, que a cantora está em um lugar desprivilegiado para tentar contrapor a narrativa de "um cara que é mega milionário". Jennyfer seria o "elo fraco" da corrente na disputa por direitos.

"Como papel do parlamento nos cabe zelar pela nossa Constituição ", concluiu.
 
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia