Oferta da Netflix para produzir série do goleiro Bruno foi maior que a da Rede Globo, afirma colunista

Famoso serviço de streaming fez uma oferta enorme para poder realizar a série, mas a venus platinada levou a melhor

Por iG

Goleiro Bruno
Goleiro Bruno -
Rio - Como noticiado, a Rede Globo irá produzir uma série sobre o assassinato da modelo Eliza Samúdio, que resultou na prisão do ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes. Mas a emissora não foi a única interessada em adquirir os direitos da série. 

Galeria de Fotos

Vanessa Giácomo foi quem sugeriu a série sobre o goleiro Bruno para a TV Globo e convidou Amora Mautner para dirigir a produção reprodução internet
Goleiro Bruno Reprodução
Goleiro Bruno Divulgação/Instagram
Goleiro foi Bruno tietado por flamenguistas em um Shopping no Rio Reprodução
Goleiro Bruno foi condenado pela morte de Eliza Samudio AFP
Maior contratação do Poços, Bruno agora é passado no clube Divulgação / Poços de Caldas FC
Bruno foi preso em 2010, quando era ídolo da torcida do Flamengo VipComm/Divulgação
Goleiro Bruno Fernandes mantém rotina discreta em Minas Gerais após progressão de regime — Foto: Reprodução EPTV Reprodução EPTV
Bruno Reprodução
Ex-goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes Alex de Jesus / O Tempo
Goleiro Bruno Alex de Jesus / O Tempo
Goleiro Bruno Reprodução Facebook
O goleiro Bruno tem 34 anos Divulgação

Segundo o jornalista Léo Dias, a Netflix, famoso serviço de streaming, fez uma oferta enorme para poder realizar a série em sua plataforma. Inclusive, uma oferta que, financeiramente, foi superior à proposta da Rede Globo, que acabou levando a melhor na disputa. 

A série será inspirada no livro 'Indefensável - O Goleiro Bruno e a História da Morte de Eliza Samudio'. A ideia partiu da atriz Vanessa Giácomo, que participará da produção da obra e deve protagonizar o papel de Eliza.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários