Luiz Caldas fala sobre racismo no 'Mais Você': 'Hoje eu não faria Fricote'

O ícone do axé disse que, hoje em dia, o hit não seria bem visto

Por iG

Luiz Caldas no 'Mais Você'
Luiz Caldas no 'Mais Você' -
Rio - O "Mais Você" recebeu o cantor Luiz Caldas na manhã terça-feira (18). No ano em que completa 50 anos de carreira, o criador do axé music foi ao programa da Globo relembrar momentos marcantes de sua trajetória. Um clipe originalmente exibido no Fantástico, em 1985, para o hit "Fricote", foi reprisado. A letra controversa, no entanto, chamou a atenção dos apresentadores do "Mais Você". "A letra é um tanto polêmica hoje, mas era uma outra época", disse Patrícia Poeta, que está substituindo Ana Maria Braga nas manhãs da Globo.

"Era uma outra época. Eu acredito que hoje 'Os Trapalhões' não existiriam, por exemplo", respondeu o cantor. "Hoje existe o politicamente correto, e às vezes ele é necessário. Eu não escreveria esta canção hoje, a letra desta forma. Mas a música existe, faz parte da história, é super alegre, positiva", refletiu.

Fabricio Battaglini, que também está apresentando o "Mais Você" , perguntou se Caldas ainda tocava a música ao vivo em seus shows. "Claro. Às vezes eu toco, às vezes não, porque graças a Deus são muitas músicas", comentou o músico. Vale lembrar que a música começa com os versos: "Nega do cabelo duro, que não gosta de pentear, quando passa na baixa do tubo, o negão começa a gritar".

Na web, aparticipação de Luiz Caldas, o ícone do axé, dividiu opiniões:  


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários