No 'Jornal Nacional', William Bonner pede calma e admite medo de adoecer

'Aqui não tem super-herói', afirmou o âncora do noticiário

Por O Dia

William Bonner pede calma e admite medo de adoecer em meio a pandemia de coronavírus
William Bonner pede calma e admite medo de adoecer em meio a pandemia de coronavírus -
Rio - William Bonner abriu o "Jornal Nacional" desta segunda-feira de uma forma diferente. O âncora do noticiário pediu calma aos telespectadores e admitiu que também sente medo de adoecer por conta do coronavírus. A mensagem de Bonner foi dada antes de qualquer notícia e teve a intenção de tranquilizar o público em meio ao momento complicado do Brasil com a pandemia de coronavírus.
"Antes de falar sobre as notícias de hoje, a gente vai fazer uma pausa, porque é muita informação o tempo todo sobre o coronavírus. Você já viu os destaques de hoje, e a gente vai fazer essa pausa primeiro para dizer simplesmente o que a gente fica repetindo um para o outro aqui: calma. Não dá para começar o JN de hoje sem pedir calma", disse o jornalista.
"Mas olha o porquê dessa pausa. A gente precisa respirar, precisa entender que essa crise vai ter altos e baixos. Vai exigir sacríficos, mas no fim o Brasil e o mundo vão superar, apesar da aflição e dor que muitas famílias estão enfrentando", completou. 
Renata Vasconcellos, colega de bancada de William Bonner, pontuou que vários profissionais continuam trabalhando, seguindo as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), já que o mundo não pode parar completamente e esses profissionais são importantes para a sociedade.
"Mas claro que alguns profissionais não podem parar. Isso vale para os profissionais de saúde, mas também para quem recolhe o lixo nas ruas, os policias, para quem faz manutenção das redes elétricas e muitos outros", disse Renata.
Foi então que Bonner falou sobre o trabalho dos jornalistas e das pessoas que ajudam a levar o "Jornal Nacional" e outros programas da Globo ao ar. Ele também admitiu o medo de ficar doente. 
"Quando a Globo aumentou o tempo diário do jornalismo, foi para levar essa informação necessária sem correria. Você saber como agir para se proteger. E claro que a gente também tem medo de adoecer, aqui não tem super-herói, nem entre nós nem entre colegas de outras categorias", disse Bonner.
Renata revelou que, na Globo, profissionais com mais de 60 anos ou considerados do grupo de risco para a covid-19 estão trabalhando de casa e qualquer pessoa que tenha sintoma de gripe também é aconselhado a permanecer em casa.
Ao fim de sua mensagem, Bonner agradeceu o carinho de quem se preocupou com os jornalistas e relembrou o público para manter a calma. "Exatamente como a capa que todos os jornais estamparam isso: 'Juntos vamos derrotar o vírus".
 
 
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O DiaFaça uma contribuição

Comentários