Editor-chefe do 'Primeiro Impacto' também foi afastado de telejornal

Tudo começou depois de um comentário polêmico do apresentador Marcão do Povo

Por iG

Marcão do Povo sugere que Bolsonaro crie campos de concentração para tratar pessoas infectadas pelo novo coronavírus
Marcão do Povo sugere que Bolsonaro crie campos de concentração para tratar pessoas infectadas pelo novo coronavírus -

São Paulo - O comentário do apresentador do "Primeiro Impacto" provocou polêmica fora e dentro do SBT. Marcão do Povo, como é conhecido, disse durante o programa de terça-feira (07) que os infectados pelo novo coronavírus deveriam ficar em um campo de concentração. Assim, segundo ele, seria possível relaxar o isolamento determinado pela OMS (Organização Mundial da Saúde). 

Após viralizar nas redes sociais e causar muita polêmica, a fala de Marcão fez com que o SBT suspendesse o apresentador. O que a emissora não avisou no comunicado oficial que divulgou na quarta-feira (8) foi que o editor-chefe do "Primeiro Impacto", Rafael Bianco, também foi afastado.

Bianco foi responsabilizado por não ter avisado o SBT rapidamente do absurdo dito por Marcão do Povo. O jornalista, de 33 anos, está no SBT há oito e dirige o "Primeiro Impacto" há três. 

Nesta segunda-feira (13), Marcão finalmente publicou no Instagram um pedido de desculpas. "Como vocês bem sabem, programa de televisão transmitido ao vivo está sujeito a erros e palavras mal colocadas, onde peço aqui as minhas sinceras desculpas pelo uso indevido da palavra 'campo de concentração', posto que na verdade queria me referir a palavra 'hospital de campanha'", disse.

Comentários