Ex-namorada de Ronaldo Fenômeno diz: 'Me interessei pela fama, não me apaixonei'

Ex-modelo participou do 'Superpop' nesta segunda-feira e falou sobre os programas e filmes pornôs que fez e as capas de revistas masculinas para as quais posou.

Por O Dia

Vivi Brunieri se relacionou com Ronaldo Fenômeno nos anos 1990
Vivi Brunieri se relacionou com Ronaldo Fenômeno nos anos 1990 -
Rio - A ex-modelo Vivi Brunieri, que se relacionou com o jogador Ronaldo Fenômeno nos anos 1990, participou do "Superpop", comandado por Luciana Gimenez, na RedeTV, na noite desta segunda-feira. Durante a conversa, Vivi contou que nunca se apaixonou pelo jogador. Na ocasião, ela chegou a ser conhecida como "Vivi Ronaldinha".
"Quando vi que não ia mais reatar senti um baque muito grande porque já estava vivendo coisas que nunca tinha vivido. Indo de helicóptero para Angra [dos Reis], com pessoas que nunca tinha me relacionado, pessoas da alta sociedade, então falei: 'Nossa, acabou'. Parecia um sonho desmoronando. Porém, quando conheci o Ronaldo não foi amor à primeira vista, não me apaixonei, pelo contrário. Eu soube quem ele era através do meu irmão e me interessei pela fama porque sabia que ele já estava em evidência no PSV [time holandês]", disse.
Segundo Vivi, ela até passou a gostar de Ronaldo depois, mas ele não foi o "grande amor da minha vida". "Passei a gostar porque ele é uma pessoa que cativa, mas não vou dizer pra você que foi o grande amor da minha vida. Não! Eu via no Ronaldo a maneira de entrar no meio artístico, de poder ser entrevistada por uma Hebe Camargo, era meu sonho. Fui entrevistada por ela várias vezes depois do meu namoro com o Ronaldo. O objetivo de estar na mídia foi alcançado", relatou.

Galeria de Fotos

Vivi Brunieri (à esquerda) e Nadya Reprodução Internet
Vivi Brunieri Reprodução Internet
Vivi Brunieri (à esquerda) e Nadya Reprodução Internet
Ronaldo e Vivi na época em que namoravam Reprodução
Vivi Brunieri se relacionou com Ronaldo Fenômeno nos anos 1990 Reprodução
Após o namoro com o jogador, Vivi atuou na indústria pornográfica e posou nua para capas de revistas masculinas em mais de 13 países. Ela contou que chegou a ganhar quase meio milhão para participar de um filme pornô. 
"Ganhávamos por cena. Uma cena eles acabam reproduzindo um filme. Quando é um artista ou alguém que já tem mídia, ela faz uma cena e eles produzem um filme. É uma cena de sexo, mas aí eles colocam figurantes em outras cenas para complementar. Naquela época uma atriz normal recebia na faixa de R$ 5 mil por cena. Alguém que já tinha sido da mídia, acho que a Gretchen fez outras, poderia chegar a R$ 50 mil, R$ 100 mil uma cena. Eu fechei cinco cenas. Foi praticamente meio milhão de reais. Então quando você vê os números...", revelou.
Ela também se prostituiu e chegou a cobrar R$ 8 mil por um programa. "A princípio parece ser [um dinheiro] fácil, rápido, algo instantâneo. Só que o depois, eu falo que a ressaca daquilo que você fez é terrível. Dinheiro nenhum do mundo compensa aquilo que você está sofrendo, só que você já está envolvida naquela situação então você vai indo e pra sair é difícil", garantiu.

Comentários