'Vai que Cola' volta à TV Globo neste sábado
'Vai que Cola' volta à TV Globo neste sábadoGlobo/Divulgação
Por O Dia
Rio - O programa "Vai que Cola" volta à TV Globo neste sábado, após a novela "Império". Depois das aventuras de verão em Praia Grande, no litoral de São Paulo, o destino da vez é Miami, nos Estados Unidos. Em uma seleção de episódios da sétima temporada, exibida originalmente pelo Multishow em 2019, o público vai embarcar junto com a trupe e sentir saudades, até mesmo, dos perrengues por aí.

A temporada conta com uma participação especial do gênio do humor Paulo Gustavo, que deixou o Brasil mais triste ao falecer esta semana em decorrência de complicações da Covid-19. Depois de brilhar na sitcom como Valdomiro, o artista interpreta a irmã do personagem, Angel, em quatro dos 11 episódios que serão exibidos na TV Globo. Nova amiga de Ferdinando (Marcus Majella) na gringa, ela é uma brasileira que mora em Miami e faz de tudo para conseguir seu Green Card. 
Além do elenco formado por Marcus Majella (Ferdinando), Samantha Schmütz (Jéssica), Cacau Protásio (Terezinha), Luis Lobianco (Reginel), Catarina Abdalla (Dona Jô), Emiliano D'Ávila (Máicol), Marcelo Médici (Sanderson), Aline Riscado (Susan) e Rafael Infante (Éricsson), personagens inéditos invadem o programa: Dona Rosa (Grace Gianoukas), Alejandro (Pedroca Monteiro), Célio (Paulinho Serra) e Emily (Rhaisa Batista). Famoso por receber convidados, o humorístico tem a presença de Angélica e Rafael Zulu em diferentes episódios.
Publicidade
Intérprete de Dona Jô, desde a primeira temporada do ‘Vai Que Cola’, Catarina Abdalla destaca o entrosamento do elenco em cena, que cai na gargalhada durante as gravações e revela quem mais esquece as falas: “Não sei quem erra menos, mas quem erra mais, acho que somos todos!”, brinca a atriz. “O bastidor do ‘Vai Que Cola’ é único. Sempre com humor, com união”, define.

Cacau Protásio, que também integra a turma desde o início da série, em 2013, como a poderosa Terezinha, completa: “Mesmo depois de tantas temporadas, ainda rimos muito juntos. Gravar no Exterior foi muito diferente, onde a maioria das pessoas, tirando os brasileiros, não nos conhece”. Para Luis Lobianco, o Reginel, a primeira viagem do elenco foi uma colônia de férias dentro e fora das telas. Entre suas lembranças, um jantar de todos juntos em Miami. “Em uma noite, fomos para um restaurante italiano e ficamos em uma mesa enorme na calçada. Cantamos, rimos e fofocamos, foi maravilhoso! Depois de tantos anos em estúdio, merecíamos esse momento”, relembra.

Quem também vai aprontar muito por Miami é Ferdinando, com confusões hilárias, performances e looks bafônicos. Sucesso há oito anos no humorístico, Marcus Majella comenta a trajetória de seu personagem: “O Ferdinando é o mesmo, a essência é a mesma, mas assim como mudamos, o personagem também vai evoluindo. Até a música que você escuta hoje não é a mesma de anos atrás. Na primeira temporada, Ferdinando era fã apenas da Barbra Streisand. A partir da segunda, já o coloquei para ser admirador de outras cantoras além da Barbra, inclusive das divas pop atuais. Com isso, percebi que gerou uma identificação maior com o público jovem, que consome essas artistas. Mas foi tudo de maneira natural”.