Matéria Salva!

Agora você pode ler esta notícia off-line

Matéria removida da seção links salvos
Durante a apresentação, coordenador da ANS afirmou que, após a aplicação da metodologia, os dados da agência serão auditados, o que dará mais transparência ao processo - Reprodução / Pixabay
Durante a apresentação, coordenador da ANS afirmou que, após a aplicação da metodologia, os dados da agência serão auditados, o que dará mais transparência ao processoReprodução / Pixabay
Por O Dia

Rio - Os cálculos que resultaram no reajuste de 10% das mensalidades de planos de saúde individuais este ano poderão ser reformulados. A alteração foi admitida nesta quarta-feira por representante da Agência Nacional de Saúde (ANS) em audiência pública no Senado. O gerente de regulação Rafael Vinhas foi ouvido pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) a respeito dos aumentos e da adoção da coparticipação dos usuários.

Vinhas argumentou que os reajustes são consequência do envelhecimento da população e do aumento das despesas das seguradoras com a ampliação das coberturas e do uso de novas tecnologias. Porém, admitiu mudanças nos cálculos ainda neste mês.

"Todos os cálculos do reajuste individual têm profunda base técnica, são feitos por servidores concursados da agência. A ANS entende a necessidade que haja discussão e a mudança dessa metodologia", afirmou.

Parlamentares se manifestaram pela derrubada da resolução que permitiu os reajustes. Auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) apontou falta de transparência e equívocos na metodologia de reajustes dos planos.

Você pod.269531-6.269532-9.972657c-26.386718-41.96875-40.320312-90.476562-40.296875-140.28125.054688-145.332031 118.304688-263.570312 263.699219-263.570312 70.40625.023438 136.589844 27.476562 186.355469 77.300781s77.15625 116.050781 77.132812 186.484375c-.0625 145.34375-118.304687 263.59375-263.59375 263.59375zm144.585938-197.417968c-7.921875-3.96875-46.882813-23.132813-54.148438-25.78125-7.257812-2.644532-12.546875-3.960938-17.824219 3.96875-5.285156 7.929687-20.46875 25.78125-25.09375 31.066406-4.625 5.289062-9.242187 5.953125-17.167968 1.984375-7.925782-3.964844-33.457032-12.335938-63.726563-39.332031-23.554687-21.011719-39.457031-46.960938-44.082031-54.890626-4.617188-7.9375-.039062-11.8125 3.476562-16.171874 8.578126-10.652344 17.167969-21.820313 19.808594-27.105469 2.644532-5.289063 1.320313-9.917969-.664062-13.882813-1.976563-3.964844-17.824219-42.96875-24.425782-58.839844-6.4375-15.445312-12.964843-13.359374-17.832031-13.601562-4.617187-.230469-9.902343-.277344-15.1875-.277344-5.28125 0-13.867187 1.980469-21.132812 9.917969-7.261719 7.933594-27.730469 27.101563-27.730469 66.105469s28.394531 76.683594 32.355469 81.972656c3.960937 5.289062 55.878906 85.328125 135.367187 119.648438 18.90625 8.171874 33.664063 13.042968 45.175782 16.695312 18.984374 6.03125 36.253906 5.179688 49.910156 3.140625 15.226562-2.277344 46.878906-19.171875 53.488281-37.679687 6.601563-18.511719 6.601563-34.375 4.617187-37.683594-1.976562-3.304688-7.261718-5.285156-15.183593-9.253906zm0 0"/>
  • Durante a apresentação, coordenador da ANS afirmou que, após a aplicação da metodologia, os dados da agência serão auditados, o que dará mais transparência ao processo - Reprodução / Pixabay
    Durante a apresentação, coordenador da ANS afirmou que, após a aplicação da metodologia, os dados da agência serão auditados, o que dará mais transparência ao processoReprodução / Pixabay
    Por O Dia

    Rio - Os cálculos que resultaram no reajuste de 10% das mensalidades de planos de saúde individuais este ano poderão ser reformulados. A alteração foi admitida nesta quarta-feira por representante da Agência Nacional de Saúde (ANS) em audiência pública no Senado. O gerente de regulação Rafael Vinhas foi ouvido pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) a respeito dos aumentos e da adoção da coparticipação dos usuários.

    Vinhas argumentou que os reajustes são consequência do envelhecimento da população e do aumento das despesas das seguradoras com a ampliação das coberturas e do uso de novas tecnologias. Porém, admitiu mudanças nos cálculos ainda neste mês.

    "Todos os cálculos do reajuste individual têm profunda base técnica, são feitos por servidores concursados da agência. A ANS entende a necessidade que haja discussão e a mudança dessa metodologia", afirmou.

    Parlamentares se manifestaram pela derrubada da resolução que permitiu os reajustes. Auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) apontou falta de transparência e equívocos na metodologia de reajustes dos planos.

    Você podme">
    Publicidade
    mais notícias
    Publicidade
    mais notícias
    Mais de Economia
    Voltar a lista de planos

    Endereço

    Que pena! Ainda não é possivel realizar a entrega do jornal O Dia em seu endereço. Se preferir, você pode voltar e escolher nosso plano de acesso digital.

    Pagamento

    Recupere sua senha

    sucesso na assinatura

    Parabéns!

    Você finalizou o seu cadastro.

    Fique de olho! Um e-mail de confirmação será enviado para sua caixa de mensagens.