Bancos querem propor redução dos juros

Iniciativa deve ocorrer no momento em que o Banco Central está procurando formas de reduzir as taxas de juros ao consumidor

Por O Dia

Agência do Santander que fica dentro do prédio da Prefeitura, na Cidade Nova
Agência do Santander que fica dentro do prédio da Prefeitura, na Cidade Nova -

Rio - Os bancos vão propor ao presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), medidas que baixem as taxas de juros dos empréstimos. O presidente-executivo da Bradesco, Octavio de Lazari, informou que a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) apresentará ao presidente, logo que ele assumir o cargo em janeiro, propostas que visam reduzir as taxas.

A iniciativa deve ocorrer no momento em que o Banco Central está procurando formas de reduzir as taxas de juros ao consumidor, que são em média de 260% ao ano para linhas de crédito rotativo, segundo o BC. A Selic está em 6,50% ao ano.

Em 31 de outubro, o Comitê de Política Monetária (Copom) manteve novamente, por unanimidade, a taxa Selic em 6,50% ao ano. Assim, permaneceu no patamar mais baixo desde março deste ano, vindo de uma taxa de 14,25% ao ano em outubro de 2016. A próxima reunião do Copom para analisar se haverá ou não alterações será dia 11 de dezembro.

Comentários

Últimas de Economia