Aproveite até 90% de desconto na Black Friday sem cair em promoções 'furadas'

Programar gastos e conferir se há reclamações sobre as lojas são medidas essenciais para não ter problemas

Por *EDDA RIBEIRO

Aposta de vários shoppings é em vestuário e calçados e bolsas -

Rio - Uma das grandes datas do comércio está chegando, e o consumidor tende a se empolgar nas compras. Na Black Friday desse ano, que acontece no próximo dia 23, há produtos com descontos que chegam a 90%, desde itens de vestuário, cursos e viagens. Diante das tentações, O DIA mostra os cuidados que os consumidores precisam ter para que não sejam enganados nem se endividem com gastos desnecessários.

Alguns shoppings do Rio apostam em promoções de roupas e calçados. Por exemplo, de 23 a 25 de novembro, o Center Shopping Rio e o West Shopping dão descontos de até 70%. No Shopping Bangu, na mesma data, a Bolsa Pagany, na Via Bolsa, sai a R$ 69,99. O Espaço Rubro Negro, a Camisa Polo do Flamengo tem 50% de desconto (R$ 119,90).

No Américas Shopping, a Alphabeto vai dar até 40% de abatimento em peças, como o Short Natureza Colorida e o Short Sereia e seus amigos, que custam R$ 41,97 cada.

No dia 22, os Supermercados Guanabara começam a campanha 'Black Fraldas', e o consumidor pode aproveitar fraldas, lenços umedecidos, papinha e outros itens infantis 50% mais baratos.

Também entre os dias 23 e 25, nos shoppings Nova América, Nova Iguaçu, Boulevard, Botafogo Praia e Madureira, as ofertas vão chegar a 90%. Por meio de interação de realidade virtual, os clientes vão poder 'capturar' itens, como a Air Fryer Philips Walita por R$ 89,90 e o Celular Moto E5 Play por R$200. É preciso baixar no celular o aplicativo de cada shopping.

Linha MasterChef

A linha de produtos MasterChef também entrará nas promoções. Na segunda-feira, o item em oferta será o Liquidificador Power Nutri, de R$549,90 por R$ 449. A partir do dia 21, é a vez do Liquidificador Premium, que sai a R$299 com desconto.

Para quem aguarda uma oportunidade para viajar e estudar, a 3RA Intercâmbio dará descontos de até 75% em cursos de línguas, programas e consultoria educacional e seguro saúde no Canadá. O Brasas oferece 50% em mensalidades para aluno novo, de 22 a 24 de novembro, até 12h.

Atenção com a segurança

- Sem gastar muito

Apesar dos preços chamativos, é preciso resistir ao desejo de comprar demais. Especialista em varejo, Marco Quintarelli recomenda cautela, mesmo para quem pensa em aproveitar as promoções e garantir os presentes de Natal. "Custo benefício deve ser levado em conta em qualquer promoção. O consumidor realmente necessita desse produto? É preciso tomar cuidado, até mesmo com os parcelamentos", orienta Quintarelli.

- Golpes na internet

O consumidor deve estar atento e driblar impostores para comprar golpes pela internet. A Federação Brasileira de Bancos alerta para sites, lojas online e e-mails falsos. Por esses meios, golpistas podem conseguir acesso a informações pessoais do consumidor, como CPF, número de cartões de crédito e dados bancários.

- Confira os sites

Para verificar a veracidade dos sites em que está comprando, é importante certificar se o endereço da página é o correto. Uma forma de fazer isso é digitar a URL no navegador ao invés de clicar no link. Quintarelli sugere que o consumidor dê preferência a lojas online que tenham sede física. Fazer uma pesquisa na área de Reclamação também ajuda a evitar possíveis problemas.

- Salvar dados

Na hora da compra online, imprimir ou salvar imagens da tela com os dados para ter provas é uma das orientações do Procon Carioca. Antes de finalizar, é ideal solicitar que o prazo de entrega seja registrado em nota fiscal, no pedido ou recibo.

- Prazo para reclamar

Todo cuidado é pouco, e havendo problemas, reclamar é direito. Se o produto comprado na loja ou pela internet apresentar problemas, o consumidor tem 30 dias para reclamar, no caso de produtos não duráveis e, 90 dias, no caso de produtos duráveis.

- Devolução 

O consumidor tem o prazo de sete dias, a partir do recebimento da mercadoria, para arrependimento. Ou seja, pode cancelar a compra e ter seu dinheiro devolvido. Não é necessário que o produto apresente defeito para gerar o direito de arrependimento e não é preciso justificar o motivo.

- Atendimento

Caso não haja solução em até 30 dias, o consumidor pode exigir seu dinheiro de volta, a troca por outro produto equivalente ou pedir o abatimento proporcional do preço. É possível reclamar por meio do Facebook/Procon Carioca, www.rio.rj.gov.br/proconcarioca ou no telefone 1746.

*Estagiária sob supervisão de Max Leone

Comentários

Últimas de Economia