União paga segunda parcela do décimo terceiro nesta segunda-feira

Prefeitura do Rio não definiu a data da segunda parte. Na quarta, Estado deverá tomar decisão de quando creditará abono

Por MAX LEONE

Servidores da União correntistas do BB recebem hoje a 2ª parcela
Servidores da União correntistas do BB recebem hoje a 2ª parcela -

Rio - Enquanto os servidores do Estado do Rio vivem a incerteza sobre o 13º deste ano, por conta da prisão do governador Pezão, o pessoal da União verá o dinheiro cair hoje na conta bancária. O Ministério do Planejamento confirmou à Coluna que a segunda parcela do abono de Natal será paga na folha de novembro, que "estará liberada na rede bancária no primeiro dia útil de dezembro".

Grande parte dos mais de 1,2 milhão de servidores federais, desse total cerca de 260 mil estão lotados no Estado do Rio, terá o crédito feito hoje. O pagamento sai primeiro para quem recebe pelo Banco do Brasil e pela Caixa Econômica Federal.

Quem tem portabilidade e recebe em outros bancos terá o dinheiro liberado amanhã. O ministério lembrou aos servidores que a segunda parcela sairá com descontos previstos por lei, como contribuição previdenciária e Imposto de Renda na Fonte.

Prefeitura do Rio

Depois de meses de incerteza e receberem a primeira parcela em 23 de novembro, agora os servidores da Prefeitura do Rio aguardam a definição da data do pagamento da segunda parte. O município espera fazer o crédito até o dia 20 deste mês.

Para conseguir fazer o pagamento da segunda parcela, no entanto, a prefeitura vai usar os recursos de um empréstimo de R$ 300 milhões do Banco Santander, referente à antecipação de receitas de royalties e participações especiais de petróleo. Os recursos servirão para capitalizar o Fundo Especial de Previdência do Município (Funprevi). O dinheiro ajudará a quitar a segunda parte do décimo terceiro de servidores ativos, aposentados e pensionistas.

Já os servidores estaduais vão ter uma definição, na quarta-feira, sobre o pagamento do 13º deste ano. Na sexta-feira, o governador em exercício, Francisco Dornelles, e o secretário de Fazenda, Luiz Cláudio Gomes, fizeram uma reunião de acompanhamento do programa de refinanciamento de dívida do ICMS.

Ficou acertado que Dornelles e Gomes devem tomar decisão sobre o pagamento. Um dia antes de ser preso na quinta-feira passada, o governador Pezão afirmou que o governo anunciaria a data e que o estado quitará os valores em dezembro.

Comentários

Últimas de Economia