Bolsonaro: reforma sai no 1º semestre

Presidente pondera que Congresso não pode levar um ano para aprovar PEC 6

Por O Dia

Bolsonaro
Bolsonaro -

Rio - Tentando demostrar otimismo em relação à Reforma da Previdência, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) acredita que a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 6 será aprovada ainda no primeiro semestre deste ano. Ele ponderou que deputados e senadores não podem demorar um ano para analisar a proposta. Bolsonaro afirmou ainda que o governo vai "fazer de tudo" para que a PEC 6 enviada ao Congresso não seja "desidratada" durante a sua tramitação. O presidente reconheceu que a reforma é "amarga".

Ontem, secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, reiterou em entrevista à rádio Jovem Pan, que a data final para entrega do projeto que altera as regras para aposentadoria dos militares é 20 de março. Segundo Marinho, a proposta deverá começar a ser analisada na próxima semana pelas consultorias jurídicas das três Forças Armadas e, em seguida, ser validada no Ministério da Economia.

Já o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse que acredita que 12 das 25 comissões permanentes da Casa devem ser instaladas semana que vem. A partir de segunda-feira, os partidos começam a indicar os presidentes dos respectivos colegiados. "Espero que na quarta-feira a gente consiga instalar pelo menos a Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça (CCJ) e as principais comissões da Casa", disse.

 

Comentários