Saldo do FGTS deve ter correção a mais de 2,43%

Trabalhadores vão dividir 100% do lucro estimado de R$ 9,5 bi do fundo em 2018

Por MAX LEONE

Trabalhador deve buscar o extrato analítico do FGTS e verificar o saldo em 31 de dezembro de 2018
Trabalhador deve buscar o extrato analítico do FGTS e verificar o saldo em 31 de dezembro de 2018 -
Rio - O saldo das contas do FGTS dos trabalhadores da iniciativa privada deverão ter um rendimento a mais da ordem de 2,43% em agosto deste ano. A estimativa da rentabilidade extra leva em consideração a mudança adotada pelo governo de elevar a distribuição do lucro do fundo de 50% para 100% do exercício de 2018. Com base no repasse maior que será feito este ano, um trabalhador, por exemplo, que possuía de R$ 1 mil de saldo na conta em 31 de dezembro de 2018 receberá crédito adicional de R$24,30 a partir do dia 10 do próximo mês.
De acordo com cálculos preliminares, o FGTS teria registrado um lucro de cerca de R$ 9,5 bilhões no ano passado. O montante será repartido integralmente entre os beneficiários do fundo em 2019. No ano passado, o governo depositou 1,72% a mais nas contas dos trabalhadores, o que representou crédito de R$ 17,20 a mais no caso do saldo de R$ 1 mil.
A repartição em 2018 foi baseada no resultado da partilha de metade do lucro de R$ 12,46 bilhões obtido com o FGTS em 2017. Ou seja, ao todo foram distribuídos R$6,23 bilhões para 90,72 milhões de trabalhadores em 258 milhões de contas vinculadas. Em 2017, foram divididos R$ 7,2 bilhões para 88 milhões de empregados com conta do FGTS.
Conforme os cálculos feitos por Mário Avelino, presidente do Instituto Fundo de Garantia do Trabalhador, o lucro estimado de R$ 9,5 bilhões do FGTS que será distribuído em 2019 considerou saldo total de R$ 390 bilhões que deverá ser registrado pela Caixa Econômica Federal para o fundo em 2018. O balanço da instituição financeira com o valor consolidado deve ser divulgado na semana que vem.
Avelino lembra que em 2018 com rendimento a mais que trabalhadores receberam a mais de 1,72%, as contas tiveram remuneração total de 5,59%, com base nos números de 2107.
Já para 2018, o especialista estima que o rendimento integral do FGTS atingirá 5,43% (3% da remuneração prevista em lei do fundo mais 0% da Taxa de Referência, somado ao lucro de estimado de 2,43%). Assim, com a adoção da distribuição de lucros, o FGTS tem gerado um rendimento superior à variação da poupança, que no ano passado ficou em 4,55%.
Segundo Mário Avelino, o trabalhador deve buscar o extrato analítico do FGTS e verificar qual o saldo que consta em 31 de dezembro de 2018. Ele lembra que será sobre esse montante que incidirá o índice estimado de 2,43%.
COMO VER O SALDO DO FGTS
Para ter acesso ao saldo, o trabalhador pode conferir ao fazer cadastro no www.caixa.gov.br/extrato-fgts. É preciso criar senha da conta. São necessários identidade, CPF, título de eleitor e o PIS.
Há a opção de receber informações da movimentação da conta via torpedo. Para isso, é necessário cadastrar o número do celular na internet. O trabalhador tem como ligar gratuitamente para 0800-726 2017.
 

Comentários