Quatro feirões para limpar o nome

Mutirão online do Serasa vai até o final do mês, já os presenciais serão semanais

Por Larissa Esposito*

Procon Carioca
Procon Carioca -

Rio - Os quatro vilões principais da inadimplência no país são as dívidas com empréstimo pessoal (69%), crediário (68%), cartão de crédito (67%) e cheque especial (52%), segundo pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). E para se livrar deles, o consumidor pode aproveitar o mês de novembro inteiro para renegociar os débitos em feirões online e presenciais com até 98% de desconto, como no caso do Serasa Limpa Nome. Até o dia 30, é possível pechinchar no site https://www.serasaconsumidor.com.br/limpa-nome-online/.

Quem preferir recorrer a atendimentos presenciais, tem mais opções. Até sábado, a Comissão de Defesa do Consumidor (Codecon) da Alerj está com o Ônibus do Consumidor estacionado em Campo Grande. O atendimento vai ser realizado na rua Moreno Brandão, em frente ao número 180, das 9h às 15h.

O serviço itinerante do Procon Carioca acontece a partir de hoje até quinta-feira nos bairros de Madureira e Paciência, das 10h às 16h. Em Madureira, a equipe atende na rua Francisco Batista 231, embaixo do viaduto. Já em Paciência, o endereço é na Praça São Miguel Arcanjo.

A partir de amanhã a Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara Municipal realiza até sexta-feira um grande mutirão. O serviço será na Praça Floriano 51, 27° andar, na Cinelândia, das 10h às 16h. No primeiro dia, os consumidores poderão negociar com as empresas Claro e Net. Na quinta-feira, será a vez da Light e para encerrar, na sexta, a pechincha é com a operadora Oi.

 

Alternativas para pagar

Uma opção para reduzir as contas em atraso é procurar a migração de crédito. Por exemplo, o cliente do cheque especial pode trocar o rotativo pelo parcelado, que faz os juros caírem.

Entre julho de 2018 e setembro deste ano, cerca de 16,2 milhões de pessoas fizeram essa troca. No total, esse grupo obteve uma redução de mais de 76% na taxa de juros pagos pelo crédito, segundo a Febraban.

Já para quem tem dívida no cartão de crédito, há a opção de transferir a dívida para outra modalidade de financiamento parcelado. Nesse caso, a troca só poderá ser feita mediante pagamento mínimo da fatura.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários