Mais de 651 mil vivem na miséria no estado

Número representa 3,8% do total registrado no país no último ano, segundo pesquisa do IBGE

Por O Dia

No Brasil, mais de 13 milhões de pessoas vivem em extrema pobreza
No Brasil, mais de 13 milhões de pessoas vivem em extrema pobreza -

Rio - O Brasil atingiu o nível recorde de pessoas vivendo em condições de miséria em 2018, totalizando em 13,5 milhões, segundo a Síntese de Indicadores Sociais (SIS) divulgada ontem pelo IBGE. No Estado do Rio, o número chegou a 651 mil, representando 3,8% do total no país. Já na capital, foram registradas 147 mil pessoas nessas condições. O indicador, que leva em conta apenas a renda, a faixa da população vivia com até R$145 por mês.

"O principal programa de redução de pobreza do Brasil tem uma linha de corte de R$ 89. Mesmo a pessoa recebendo Bolsa Família, ela vai estar abaixo de uma linha de pobreza global. Está bastante longe dos R$145,00", afirmou Leonardo Athias, técnico na Coordenação de População e Indicadores Sociais do IBGE.

A pesquisa mostra que o total de miseráveis no país cresceu pela quarta vez consecutiva. Em 2014, apenas 4,5% estavam abaixo da linha de extrema pobreza. Já em 2018, esse número subiu para 6,5%, o que significa que, em quatro anos, mais 4,5 milhões de pessoas passaram a viver na miséria.

 

Comentários