Juros da casa própria caem

Nova taxa já está vigente. Cheque especial também reduz a partir de 1º de dezembro

Por O Dia

Pedro Guimarães afirma que a Caixa repassa os resultados à sociedade
Pedro Guimarães afirma que a Caixa repassa os resultados à sociedade -

Rio - Pela quarta vez este ano, a Caixa Econômica Federal anunciou a redução dos juros para compra da casa própria. A nova linha de crédito imobiliário com recursos do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) será com taxas a partir de 2,95% ao ano mais o IPCA e juros máximos serão de 4,95% ao ano mais o IPCA. A medida já está vigente e disponível para novos contratos. O banco também divulgou a redução dos juros do cheque especial de 8,99% para 4,99% ao mês, que, segundo o banco, significa uma queda de 63%. A percentual valer a partir de 1º de dezembro. 

De acordo com a Caixa Econômica, o cliente que optar pela nova modalidade terá a prestação da casa própria inicial 40% menor que o financiamento corrigido pela Taxa Referencial (TR). Ainda segundo o banco, o resultado demonstra o direcionamento da instituição em relação ao foco negocial com o segmento de habitação, o que reforça a atuação no setor de crédito imobiliário por meio de recursos da poupança, SBPE e moradia popular.

Sobre a redução na taxa de juros do cheque especial, o presidente do banco, Pedro Guimarães, afirmou que a Caixa devolve à sociedade, e em especial aos mais humildes, os resultados recordes que o banco teve.

"Isso é absolutamente matemático e meritocrático. Esses juros de 4,99% ainda são extremamente elevados. Continuamos estudando a contínua melhora econômica do Brasil, e poderemos continuar abaixando, mas a eventual piora também leva ao aumento", disse Guimarães.

Mil postos de atendimento

Além das reduções no cheque especial e crédito imobiliário, a Caixa Econômica ainda anunciou que serão abertos mais de mil novos pontos de atendimento até março de 2020.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários