Casa própria com juros prefixados

Caixa Econômica Federal deve lançar nova linha de crédito imobiliário em março

Por

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou ontem que o banco deve lançar em março linha de crédito com juros prefixados. Atualmente, o banco oferece linhas corrigidas pela Taxa Referencial (TR) ou pelo índice oficial de inflação, o IPCA. Guimarães disse esperar que a migração entre linhas de crédito imobiliário se multipliquem com o lançamento. As declarações foram feitas após Guimarães se reunir com o presidente Bolsonaro no Palácio do Planalto.

Para o presidente da Caixa, a nova modalidade deve facilitar a renegociação com clientes que têm créditos imobiliários mais antigos da própria Caixa Econômica, com juros mais altos, para a nova linha com taxas menores.

"Hoje, temos o crédito imobiliário ligado à TR, ligado ao IPCA, a inflação, e pelo que o BC falou são 16 bancos [que operam a linha de crédito corrigida pela inflação]. Quando a Caixa lançou há alguns meses, o mercado criticava muito, mas hoje 16 bancos já oferecem linhas pelo IPCA. Em março, faremos uma terceira linha, sem correção nenhuma. Sem TR e sem inflação. Vai poder contratar crédito imobiliário de 30, 35 anos e saber quanto você vai pagar", afirmou Guimarães. "Já fizemos várias renegociações e acreditamos que, a partir de março, quando lançaremos crédito imobiliário sem nenhum tipo de correção, isso vai multiplicar".

NOVAS REDUÇÕES DE JUROS

O presidente da Caixa também afirmou que, se o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central reduzir novamente os juros básicos da economia, em fevereiro, atualmente em 4,5% ao ano, para 4,25% ao ano, conforme a previsão da maior parte dos analistas do mercado financeiro, também haverá cortes de juros nas linhas oferecidas pelo banco público.

"Qualquer redução da Selic implica em redução de juros tanto no cheque especial, quanto no rotativo do cartão, no CDC, e no crédito imobiliário. Quanto menor a taxa Selic, menor o custo de financiamento do banco e, por consequência, a Caixa vai repassar parte disso para os clientes, para a sociedade", afirmou.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários