Pais devem ter atenção com o preço do material escolar

Segundo levantamento do Procon-RJ, o preço do material escolar pode variar de acordo com a loja e marca

Por Letícia Moura*

A época de comprar os materiais escolares já começou, mas os pais e responsáveis precisam ficar atentos com os valores dos produtos e pesquisar antes de comprar. Segundo levantamento do Procon-RJ, o preço do material escolar pode variar de acordo com a loja e marca.
O especialista em varejo Marco Quintarelli aconselha que os pais negociem com os filhos a compra dos produtos com personagens. "Às vezes a criança quer uma mochila e um estojo, mas os pais tem que negociar com os filhos, tem que ter um equilíbrio para minimizar o impacto no orçamento. Porque o valor aumenta de 30 a 40% com o licenciamento dos personagens", explica Marco.
Na pesquisa do Procon-RJ, a comparação de preços foi feita entre os itens da mesma marca, que foram encontrados em pelo menos duas lojas da mesma região e que tiveram variação de valor. A pesquisa foi feita entre os dias 6 e 9 de janeiro nas Zonas Oeste, Sul e Norte, além do Centro e da Baixada Fluminense.
De acordo com a pesquisa, comparando os estabelecimentos da Zona Norte, o apontador teve uma variação de 67,50%. Já o caderno de uma matéria tem preço que difere 64,82%. Na Zona Sul, o preço da borracha sofreu uma variação de 51,68%, já para o giz de cera foi de 47,46%. No Centro, a lapiseira chegou a variar 40,76%. Enquanto na Baixada Fluminense, o marca texto tinha um valor com até 50,06% de diferença. Na Zona Oeste, a caneta hidrográfica estava custando até 29,63% a mais e o caderno de dez matérias chegou a 51,58%.
O estojo com caneta hidrográfica regular com 24 cores da Faber Castell custa R$ 39,90 na Saraiva (Rua Lauro Miller, n°181, L301) e R$ 21,60 na Caçula (Rua Barata Ribeiro, n°503). Já nas lojas da Zona Norte, o lápis de cor Eco Lápis Aquarelável com 24 cores da Faber Castell estava por R$ 59,90 na Saraiva (Av. Dom Helder Câmara, n°5080) e R$ 35,20 na Kalunga (Rua Barão de São Francisco, n°236).
Nos estabelecimentos do Centro, a massa de modelar Abelinhas com 12 cores (180g) da Acrilex estava a venda por R$ 13,10 na Caçula (Rua Buenos Aires, n°261) e R$ 4,40 na Kalunga (Rua São Bento, n°8). Na Zona Oeste, o caderno universitário espiral Game of Thrones com capa dura, 200 folhas e 10 matérias da marca Spiral podia ser encontrado por R$ 34,90 na Caçula (Av. Ayrton Senna, n°5500) e R$ 16,90 na Kalunga (Av. Ayrton Senna, N°300, L 1006). Já na Baixada Fluminense, o estojo de giz de cera da Acrilex com 12 cores era R$ 7,99 na Loja Santos (Av. Gov. Amaral Peixoto n°130 - L), enquanto a Kalunga (Av. Nilo Peçanha n°639) cobra R$ 1,30 pelo mesmo produto.
O Procon-RJ não se responsabiliza pelos preços informados, que refletem o valor praticado no momento da coleta. O preço dos itens podem ser alterados para mais ou para menos, já que não são tabelados.
Economia nos livros didáticos
O momento mais difícil para os pais economizarem é na hora de comprar os livros didáticos e paradidáticos, que geralmente já tem o valor tabelado, então não há variação de valor de acordo com as papelarias. Uma alternativa são as lojas onlines que vendem livros novos e seminovos com preços mais em conta. Na Estante Virtual, por exemplo, é possível ter uma economia de até 65%. Alguns clássicos da literatura como: Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, A moreninha, de Joaquim Manuel de Macedo, e Senhora, de José de Alencar, custam a partir de R$ 4. 
Para quem está atrás de um dicionário, o Mini Aurélio - O dicionário da Língua Portuguesa, de Aurelio Buarque de Holanda Ferreira, pode ser encontrado a partir de R$ 7,90 no site www.estantevirtual.com.br.
*Estagiária sob supervisão de Max Leone
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários