Brasileiros podem sentir o impacto da alta do dólar em vários produtos

Com moeda valorizada pães, massas, combustíveis e aluguel devem ficar mais caros

Por Marina Cardoso

Pãezinhos vão encarecer com o aumento do dólar
Pãezinhos vão encarecer com o aumento do dólar -

Com a alta dólar, defendida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, que fechou em R$ 4,29 ontem, os consumidores vão sentir o impacto do aumento do valor da moeda norte-americana de diversas formas. Entre os produtos estão pães, massas, combustíveis e tecidos, além dos aluguéis que podem sofrer reajuste. Só neste ano divisa valorizou 7,2%.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), Reinaldo Domingos, o dólar alto vai mexer no bolso do cliente em produtos básicos servidos na mesa dos brasileiros. "Os itens que logo sentimos são pães e massas, pois a matéria-prima, o trigo, vem de fora. Há aumento no custo de produção que se reflete no preço do produto", diz.

Além disso, Domingos afirma que tecido também sofre influência. "Muitos vêm de fora e, com isso, o aumento do dólar pode ser somado. O dólar alto é efeito cascata, pois é muito difícil falar hoje o que não é cotado com pela moeda norte-americana", explica.

Domingos afirma que pode ocasionar um buraco no orçamento das famílias. "Caso continue nesse patamar nos próximos meses, o orçamento das pessoas pode não fechar. E elas não estão acostumadas a olhar onde sofreu esse crescimento e o motivo que levaram a ter contas com valores maiores", explica.

ALUGUEL MAIS CARO

Outro segmento que também sofre o impacto, mas a maioria das pessoas não sabe que pode influenciar, é o preço do aluguel. "É muito provável que tenha um repasse para reajuste nos valores, pois o indicador IGP-M é influenciado pelas oscilações do dólar, quando mede a variação de preços no atacado. Dessa forma, o aluguel pode ser corrigido mais alto", indica Domingos.

O professor do Ibmec-Rio e da Fundação Dom Cabral Gilberto Braga explica que o aumento do dólar também impacta no petróleo. "Influencia negativamente no frete dos produtos e nos preços dos combustíveis", afirma. Ainda segundo ele, outro segmento afetado diretamente é o da tecnologia, que virão com aparelhos celulares e itens de informática com valores maiores.  

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários