Impasse na reforma

Por

A Reforma Administrativa segue em um impasse. Apesar de o presidente Jair Bolsonaro ter declarado que a PEC seria enviada ao Congresso Nacional esses dias, já houve um recuo dessa ideia.

Um dos motivos para o pé no freio foi a polêmica em que Bolsonaro se envolveu ao convocar a população para ato contra o Parlamento e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Além do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deputados apoiadores da reforma, como Pedro Paulo (DEM-RJ) e Paulo Ganime (Novo-RJ), acreditam que a PEC não vai ao Congresso essa semana.

"Acredito que não vai mandar por divergência. E, por enquanto, a ala palaciana contra a reforma está ganhando o jogo", disse Pedro à coluna. Já Ganime avalia que o foco, neste momento, é o Orçamento.

Comentários