Rio: mercado imobiliário reaquece

Diferença de preço por metro quadrado nas zonas Norte e Sul pode ser mais que R$ 15mil

Por Maria Clara Matturo*

Rio lidera a lista de metro quadrado mais caro do país com preço médio de R$9.347
Rio lidera a lista de metro quadrado mais caro do país com preço médio de R$9.347 -

Quem sonha em ter a casa própria, pode notar a diferença nos valores. O preço médio de venda dos imóveis residencial cresceu em 0,53% no mês de setembro, comparado ao mês de agosto, como mostra o levantamento feito pelo Índice FipeZap. Essa é a maior variação mensal que o mercado encara nos últimos seis anos, acumulando um aumento de 2,31% desde o início do ano. No sudeste, o Rio de Janeiro lidera a lista, com o metro quadrado custando em média R$9.347, seguido de São Paulo, que tem o preço do metro quadrado por volta de R$9.242. 

Para o economista e professor do Ibmec Gilberto Braga, a movimentação do mercado foi motivada por dois fatores: "agora, com a diminuição das taxas de juros e a pandemia, a gente observa um movimento de reaquecimento do mercado. Esse movimento tem a ver com facilidade de crédito e as taxas mais baratas. Além disso, a concorrência entre os principais bancos também faz diferença, quem negociar consegue baixar ainda mais a taxa de juros. O outro fator é a pandemia, muita gente está buscando um reposicionamento, imóveis maiores e mais confortáveis, muita gente está trocando o aluguel por unidades próprias, porque os estudos mostram que com essa taxa vale mais a pena você comprar do que alugar". 

Apesar do Rio ter o metro quadrado mais caro do país, a discrepância de preço entre os bairros é grande, R$17.955/m² entre Leblon e Madureira, o bairro mais caro e mais barato da cidade, de acordo com a lista de preço médio dos imóveis, de setembro, do Secovi Rio. Na lista de lugares mais caros para se comprar um imóvel, estão o Leblon, com preço médio de R$ 21.204/m², Ipanema, custando R$ 18.961/m² e Lagoa, com preço médio de R$ 16.078/m². Enquanto na lista de lugares mais baratos, estão o bairro de Madureira, custando R$ 3.249/m², Campo grande, com preço médio de R$ 3.430/m², e Lins de Vasconcelos, custando R$ 3.467/m². 

A diferença de preço é justificada pelas características da capital. "O metro quadrado do Rio é um dos mais caros do Brasil porque segue a lógica do relevo da cidade, que é muito particular", explica Gilberto. 

Comentários